Medicamentos e sondas de nutrição

Milton Luiz Gorzoni, Anderson Della Torre, Sueli Luciano Pires
2010 Revista da Associação Médica Brasileira  
Resumo ObjetivO. Definir a prevalência de medicamentos incompatíveis com esta via em internados em instituição de longa permanência para idosos (ILPI) e em uso de sondas de nutrição. MétOdOs. Análise de prescrições de internados em ILPI e em uso de sonda de nutrição há mais de 48 horas. Compararam-se os princípios ativos dos medicamentos prescritos, formas de apresentação e possibilidade de trituração com dados de literatura sobre viabilidade de fármacos por essa via. ResultadOs. Observou-se
more » ... dOs. Observou-se sondas de nutrição em 57 pacientes (11,2% do total de leitos), idade média de 65,6 ± 16,0 anos, 32 mulheres e 25 homens. Média de fármacos por via enteral: 5,6 ± 2,2. Itens medicamentosos nas prescrições: 316 divididos em 64 fármacos, sendo 129 itens (40,8% do total) e 23 fármacos (35,4%) impróprios para essa via. Medicamentos impróprios mais prescritos: captopril, fenitoína, ranitidina, omeprazol e complexo B. Apresentações alternativas foram encontradas para 15 (65,2%) dos 23 fármacos inadequados por essa via. COnClusãO. Sondas de nutrição, como via de administração medicamentosa em ILPI, apresentam significativo risco de prescrições incompatíveis com elas.
doi:10.1590/s0104-42302010000100009 pmid:20339780 fatcat:so7y46ldcbgbdoilx2u2vh4iuu