AVALIAÇÃO DE DANOS QUÍMICOS EM MEMBRANAS DE COMPENSAÇÃO DE GOTEJADORES, CAUSADO PELA APLICAÇÃO ESTÁTICA DE ÁCIDO NÍTRICO

Marconi Batista Teixeira, Rubens Duarte Coelho, Ralini Ferreira de Melo, Áureo Santana de Oliveira
2009 Irriga  
AVALIAÇÃO DE DANOS QUÍMICOS EM MEMBRANAS DE COMPENSAÇÃO DE GOTEJADORES, CAUSADO PELA APLICAÇÃO ESTÁTICA DE ÁCIDO NÍTRICO Marconi Batista Teixeira; Rubens Duarte Coelho; Ralini Ferreira de Melo; Áureo Santana de OliveiraDepartamento de Engenharia Rural, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, SP, marconiirri@hotmail.com 1 RESUMO Este trabalho objetivou avaliar a susceptibilidade de membranas de compensação de pressão de quatorze modelos de
more » ... odelos de gotejadores autocompensantes ao processo de dano químico, causado pela aplicação estática de ácido nítrico por ½ h com descanso do produto na linha por 1 semana. O experimento foi conduzido no Laboratório de Irrigação do DER–ESALQ/USP. O sistema de irrigação foi composto por tubogotejadores envolvidos por tubos de PVC e vedados em suas extremidades para permitir o contato da solução de ácido nítrico a pH 2,0 com todo o tubogotejador. Foi avaliada a vazão das linhas gotejadoras com o uso de um medidor magnético de vazão e o método gravimétrico tanto no início quanto no final do experimento com a retirada dos tubos de PVC que envolviam as linhas gotejadoras. Posteriormente, foram calculados: vazão média (qm), vazão relativa (Qr) e o percentual do total de gotejadores, por faixa de redução de vazão. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente aleatorizado em esquema fatorial, sendo utilizados os testes "F" para análise de variância e Tuckey, a 5% de significância, para comparação de médias. Para todos os emissores avaliados, a aplicação estática de ácido nítrico com pH na faixa de2,0 a 3,0 por ½ h e descanso da solução na linha por 1 semana, não resultou em danos à membrana de compensação, pois a redução máxima observada para a vazão média e vazão relativa foi de 5% para o emissor H, 3% para os emissores D, I e M, 1% para os emissores B e J e para os demais modelos não ocorreu redução de vazão. UNITERMOS: entupimento, tempo de exposição, gotejamento. TEIXEIRA , M. B.; COELHO, R. D.; MELO, R. F. de; OLIVEIRA, Á. S. de. EVALUATION OF DAMAGES IN DRIPPER COMPENSATION MEMBRANES UNDER DIFFERENT CONTACT PERIODS WITH NITRIC ACID 2 ABSTRACT This work aimed to evaluate the resistance of fourteen pressure compensation models, caused by the static application of nitric acid for ½ h with product rest inside the line for 1 week. The experiment was conducted in the Irrigation Laboratory of the University of São Paulo/Brazil. The irrigation system consisted of 14 drip lines. For treatments with ½ h application, drip lines were involved by PVC pipes closed in their extremities to allow the contact of the pH 2.0 nitric acid solution. Flow rate of the dripper lines were measured with the use of a magnetic flow rate meter in the beginning and in the end of the experiment. Gravimetric method was used to quantify individual flow rate of emitters in each line. Later on, average flow rate (qm), relative flow rate (Qr) and percentage of emitters according to flow rate reduction were calculated. The statistical analysis of the treatments was done by "F" tests for variance analysis and Tukey's, at 5% of significance, for comparison of averages. For all emitters, the static application of pH 2.0 nitric acid for ½ h and the solution rest in the line for 1 week, did not result in damage to the membrane, because the maximum reduction observed for flow rate was 5% for emitter H; 3% for emitters D, I and M; 1% for emitter B and J; and almost 0% for the other models. KEYWORDS: clogging, exposure time, drip irrigation.
doi:10.15809/irriga.2009v14n2p190-204 fatcat:7uoo6dneljcjtfkudwz65bh3vm