Desafios do cooperativismo na cadeia da reciclagem: um olhar a partir da experiência dos catadores

Rosina Pérez Menafra
2015 Revista Tecnologia e Sociedade  
RESUMO Este artigo discute os desafios que enfrenta o cooperativismo de catadores a partir de entrevistas com trabalhadores que coletam recicláveis de forma organizada em Maceió, capital do estado de Alagoas. Explora de que maneira as transformações no contexto de atuação dos catadores e a lógica coletiva de trabalho em cooperativas se traduzem na sua experiência, para refletir sobre as possibilidades do cooperativismo como ferramenta capaz de reverter o padrão excludente sobre o qual se
more » ... re o qual se sustenta a cadeia da reciclagem. As entrevistas revelam que, embora nas cooperativas ocorra um processo de reconfiguração do trabalho e de ressignificação da profissão de catador, a desqualificação social da categoria, a vivência de situações frequentes de humilhação e violência simbólica, a ausência de proteções sociais e a baixa retribuição econômica, colocam entraves à construção de um sentimento de pertencimento, à apropriação da experiência por parte dos catadores e à consolidação de um espaço coletivo organizado. Por fim, reflete sobre a necessidade de combinar ações de fomento do cooperativismo de catadores com outro tipo de medidas de regulação do mercado, buscando impactos na estrutura da cadeia produtiva da reciclagem, uma cadeia injusta sustentada na exploração dos catadores. ABSTRACT This paper discusses the challenges that waste pickers cooperatives face through interviews with workers that collect recycling materials as an organized category in Maceió, capital of the state of Alagoas. Explores how the transformations in the context of performance and the collective logic of work in cooperatives affect their experience, to reflect about the possibilities of cooperativism as a tool to reverse the excluding pattern in which the recycling chain sustains. The interviews reveal that, even with a process of reconfiguration and ressignification of the activity inside the cooperatives, the social disqualification of the category, the frequent situations of humiliation, symbolic violence, absence of social protections and low economic retribution hinder the construction of a sense of belonging, the appropriation of the experience and the consolidation of an organized collective space. Lastly, reflects about the necessity of combining actions to strengthen the waste picker cooperatives with other type of measures of market regulation, looking for the transformation of the recycling chain, an unjust chain based on the exploration of the waste pickers.
doi:10.3895/rts.v11n22.3135 fatcat:yupzmyfdebcg5lvvqbqaux7kkq