RESISTÊNCIA, POTÊNCIA, SOCIALIZAÇÃO DOS AFETOS E A FORMAÇÃO DO MELHOR ESTADO

Francisco De Guimaraens, Mauricio Rocha
2016 Cadernos Espinosanos  
Este artigo busca demonstrar a relação entre a noção spinozana de resistência, o papel da socialização dos afetos na formação do Estado e o projeto spinozano de defesa do fundamento democrático do poder do Estado. O artigo também expõe os elementos filosofia política de Spinoza que permitem combater a transcendência do poder político, a difusão generalizada do ódio, o voluntarismo e o moralismo político.
doi:10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2016.121114 fatcat:f2ngemccazeq7m4by6tpjxewki