Assédio moral sutil em uma organização pública do poder legislativo

Paula Fernandes Furbino Bretas, Henrique Luiz Caproni Neto, Marcos Júnior Moura-Paula
2020 GeSec  
O objetivo neste artigo foi compreender a percepção de práticas de assédio moral e identificar as práticas que favorecem a ocorrência e o combate ao assédio moral na percepção dos trabalhadores de uma organização pública do Poder Legislativo. Amplia-se, assim, o estudo para além de universidades e órgãos do Poder Judiciário, que têm sido as organizações mais recorrentes nas análises. Os dados primários foram coletados mediante um questionário enviado via e-mail e analisados por meio da análise
more » ... or meio da análise de conteúdo. Como principais achados de pesquisa, tem-se que os trabalhadores não reconhecem a característica de reiteração no conceito de assédio, o que nos faz reconhecer o conceito de violência interpessoal, e que um grande desafio refere-se à dificuldade de se comprovar situações de boicotes e silenciamentos, isto é, de assédio moral sutil. Concluímos que práticas violentas muitas vezes estão em um espectro de maior discricionariedade do gestor. Quanto maior esta, maior a dificuldade de comprovação do assédio moral que ocorre de forma sutil.
doi:10.7769/gesec.v11i3.1091 fatcat:4xfybnjruvhhpbrg5yczkxobii