Óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas no controle do carrapato rhipicephalus microplus

R. N. S. Campos, L. Bacci, A. P. A. Araújo, A. F. Blank, M. F. Arrigoni-Blank, G. R. A. Santos, M. N. B. Roner
2011 Archivos de Zootecnia  
O carrapato bovino Riphicephalus microplus (Acari: Ixodidae) constitui um dos grandes problemas enfrentado pelos pecuaristas de várias partes do mundo. No Brasil este ectoparasita causa grandes prejuízos à bovinocultura devido ao processo de hematofagia e pela transmissão de agentes patogênicos nos animais hospedeiros. Diante dessa situação os produtores normalmente aplicam carrapaticidas organossintéticos de forma indiscriminada. Este método normalmente resulta em: intoxicação dos animais e
more » ... aplicadores, resíduos de carrapaticidas nos produtos de origem animal, resistência dos carrapatos aos carrapaticidas químicos e poluição ambiental. Uma alternativa para diminuir esses problemas é uso de biocarrapaticidas de origem botânica. Os pesticidas botânicos são produtos naturais derivados do metabolismo secundário das plantas. Esse metabolismo produz uma grande diversidade de compostos com ação carrapaticida que podem ser explorados através do uso de óleos essenciais ou como modelo para síntese de pesticidas sintéticos. A necessidade de métodos mais seguros, menos agressivos ao homem e ao meio ambiente, tem estimulado a busca de novos carrapaticidas a partir de produtos vegetais. Assim, acredita-se que o uso de óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas de uma forma isolada ou associada pode reduzir: a velocidade do desenvolvimento da resistência dos carrapatos aos carrapaticidas, os resíduos nos produtos de origem animal e a toxicidade para os animais, aplicadores e meio ambiente.
doi:10.21071/az.v61i237.2959 fatcat:fuhra5jsvbft5mynjoaugsuera