Evidências Empíricas sobre a Rentabilidade dos Ativos dos Bancos no Brasil antes da Crise Americana do Subprime

Fernando da Silva Vinhado
2014 Revista Evidenciação Contábil & Finanças  
RESUMO Segundo a visão pós-keynesiana, defendida por Tobin (1982) , os ativos dos bancos são divididos basicamente entre aqueles de natureza defensiva, representados fundamentalmente por títulos financeiros, com característica de maior liquidez e menor rentabilidade, e as operações de crédito, que são ativos não defensivos com perfil de oferecer menor liquidez e maior rentabilidade. Com base nessa visão e a partir de dados organizados em painel, contemplando 71 instituições financeiras que
more » ... am no Brasil entre 2000 e 2008, no presente artigo foi utilizada a técnica econométrica do método dos momentos generalizados em sistema (GMM-SYS) a fim de analisar empiricamente a influência de variáveis macro e microeconômicas sobre a rentabilidade de ativos dos bancos no país, tanto em títulos financeiros quanto em operações de crédito. Os exercícios econométricos propostos, que objetivaram melhorar a compreensão em relação à formação da rentabilidade dos ativos dos bancos no mercado bancário brasileiro, permitiram identificar aspectos como a persistência nos níveis de rentabilidade, a nacionalidade e personalidade jurídica dos bancos mais rentáveis por tipo de ativo, a influência do tamanho da instituição e do nível de capitalização sobre a rentabilidade dessas aplicações, além das evidências contrárias à hipótese de estrutura-condutaperformance (HCP) no mercado bancário brasileiro. As estimativas envolvendo as variáveis macroeconômicas revelaram influência positiva da taxa básica de juros e característica pró-cíclica da rentabilidade dos ativos bancários. Assim, os achados permitem melhor decifrar o comportamento do desempenho dos ativos das instituições financeiras no Brasil, o que pode, inclusive, vir a orientar esforços de gestão e supervisão no sistema financeiro. Palavras-chave: Bancos. Rentabilidade de Ativos. Painel Dinâmico. ABSTRACT According to the Post Keynesian view, defended by Tobin (1982) , the assets of the banks are basically divided between those with defensive feature, represented primarily by financial securities with characteristics of higher liquidity and lower profitability, and loans that are assets not defen-1 Artigo recebido em: -87, set./dez. 2014. 74 sive that provide less liquidity and greater profitability. Based on this vision and by means of a panel data with observations of 71 financial institutions that acted in Brazil between 2000 and 2008, in this paper was used econometric technique with the generalized method of moments in system (GMM-SYS) to analyze empirically the influence of macro and microeconomics variables on the asset profitability of the banks both in financial securities as in loans. The econometric exercises proposed, which aimed to improve understanding regarding the formation of the profitability of bank assets in the Brazilian banking market, allowed to identify aspects as the persistence in profitability levels, the nationality and kind of ownership of the most profitable banks by assets, the influence of the size of the institution and the level of capitalization on the profitability of these applications, as well as the evidence against the hypothesis of structure-conduct-performance (HCP) in the Brazilian banking market. Estimates involving macroeconomic variables revealed positive influence of the interest rate and pro-cyclical feature of the profitability of bank assets. Therefore, the results allow better understand the behavior of the performance of the assets of financial institutions in Brazil, that can guide efforts for management and supervision in the financial system.
doi:10.18405/recfin20140305 fatcat:ypukc63pmndinbjizczgk5qz2q