"Você pode viver com as vozes em sua cabeça"? De acordo com uma organização internacional de "ouvintes", a resposta é sim

Mônica Teixeira
2007 Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental  
Você pode viver com as vozes em sua cabeça"? De acordo com uma organização internacional de "ouvintes", a resposta é sim Mônica Teixeira O texto que publicamos nesta edição da Revista chamou a atenção dos editores por informar sobre a existência de uma organização, de origem europeia, denominada "Hearing Voices Network" -Rede dos que ouvem vozes. Criada nos anos 1990, a rede está em 15 países; por iniciativa dela, pessoas que ouvem vozes se reúnem para conversar sobre a experiência -há 170
more » ... s só na Grã Bretanha. Para a HVN, o preceito fundamental é: vozes são para conviver e não para erradicar. O artigo, de Daniel B. Smith, foi publicado no Magazine dominical do New York Times; e resulta do livro Muses, Madmen and Prophets -Rethinking the History, Science, and Meaning of Auditory Hallucination {Musas, loucos e profetas -Repensando a história, a ciência e o significado da alucinação auditiva), escrito por ele e publicado em 2007. Smith escreve como um jornalista. Em seu texto, registra conversas com pessoas que ouvem vozes, vocifera contra a psicanálise, mostra simpatia pela terapia cognitivocomportamental. O mérito do seu trabalho está em dar a
doi:10.1590/1415-47142007002007 fatcat:hiejrocv4nhp5gqjgqex3vhpba