Programa Seis Sigma Auto-organizado: modelo da situação atual e necessidades de mudanças

Lucas Portilho Camargos Gomes, Dani Marcelo Nonato Marques, Fábio Muller Guerrini
2017 Gestão & Produção  
Resumo: A formação de redes colaborativas é uma importante forma das organizações estimularem a inovação, reduzirem custos e transferir conhecimentos. Uma forma particular de rede colaborativa, as redes auto-organizadas, demonstram grande capacidade de promover o aprendizado dos envolvidos, sistematizar o conhecimento e promover a inovação. Já os programas Seis Sigma, adotados por diversas organizações, possuem como objetivo principal a redução da variabilidade de um processo, resultando na
more » ... , resultando na redução de custos e melhoria da qualidade. A literatura sobre redes auto-organizadas pouco apresenta sobre a formação destas redes e a literatura sobre Seis Sigma é voltada a métodos estatísticos. Desta forma, o objetivo deste artigo é verificar as mudanças necessárias em um programa Seis Sigma que viabilize o desenvolvimento de uma rede auto-organizada. Como objeto de análise, apresenta-se um estudo de caso junto a uma empresa de grande porte, fabricante de bens de capital agrícolas, na qual se realizou a modelagem do programa Seis Sigma. A partir dos modelos gerados, como resultado, identificou-se um conjunto de mudanças necessárias para que o programa Seis Sigma viabilize uma rede auto-organizada.
doi:10.1590/0104-530x1506-15 fatcat:54qkhfoywvfy3gurth4uhzcn5m