Preparo da semente de arroz para execução do teste de tetrazólio

Ireni Leitzke Carvalho, Géri Eduardo Meneghello, Lilian Madruga Tunes, Caroline Jácome Costa, Vanessa Nogueira Soares
2019 Colloquium Agrariae  
Resumo A calibração de metodologias capazes de determinar de forma rápida e eficiente a qualidade de um lote de sementes de arroz, mediante testes de viabilidade como o de tetrazólio, ainda carece de ajustes. O objetivo deste estudo foi avaliar alternativas de preparo e corte das sementes para avaliação da viabilidade de sementes de arroz. O trabalho foi conduzido em duas etapas: a) necessidade de remoção da casca (pálea e lema) e b) corte das sementes, para avaliar a viabilidade de sementes de
more » ... dade de sementes de arroz. Foram utilizadas sementes de quatro cultivares de arroz irrigado (Puitá Inta CL, BR IRGA 424, SCS 116 Satoru e SCS 117 CL) e duas de sequeiro (BRS Serra Dourada e BRS Esmeralda), cada uma representada por dois lotes, totalizando doze lotes avaliados. Os lotes foram inicialmente caracterizados quanto ao teor de água, percentual de germinação o e de emergência de plântulas. Posteriormente, o estudo foi dividido em duas etapas, sendo conduzido de forma sequencial, sendo o resultado da etapa I utilizado como base para prosseguir na etapa II. Na primeira etapa, foi avaliada a necessidade da remoção ou não da pálea e da lema das sementes para a execução do teste de tetrazólio. Na segunda etapa, as sementes sem a pálea e a lema, foram avaliadas quanto ao tipo de corte longitudinal, transversal ou sem corte. Os resultados indicaram que para a avaliação da viabilidade de sementes de arroz pelo teste de tetrazólio é recomendável a remoção da pálea e lema, sendo mais eficiente o corte longitudinal na metade distal do eixo embrionário. A remoção da pálea e a lema associada ao corte longitudinal na metade distal do embrião facilita a avaliação da viabilidade de sementes de arroz pelo teste de tetrazólio. Palavras-chave: corte das sementes; Oryza sativa L.; qualidade fisiológica; viabilidade de sementes Rice seed preparation for the tetrazolium test Abstract The calibration of methodologies able to identifying the quality of a rice seed lot, quickly and efficiently through viability tests such as tetrazolium, still lacks adjustments. The aim of this study was to evaluate seed preparation and cutting alternatives to assess the viability of rice seeds. The study was conducted in two stages: a) need to remove the bark (palea and lemma) and b) cutting the seeds to evaluate the viability of rice seeds. Seeds of four cultivars of irrigated rice (Puitá Inta CL, BR IRGA 424, SCS 116 Satoru and SCS 117 CL) and two cultivars of dry rice (BRS Serra Dourada and BRS Esmeralda) were used, each represented by two lots, totaling twelve lots evaluated. The seed lots were initial characterized in terms of water content, germination test, and seedling's emergence. Subsequently, the study was divided in two stages, being conducted in a sequential manner, the result of stage I being used as a basis to proceed in stage II. In the first step, it was evaluated the need of the removal or not the palea and lemma for the execution of the tetrazolium test. In the second step, we evaluated the seeds without the palea and lemma for the longitudinal, transverse cut or uncut. The results indicated that for the evaluation of the viability of rice seeds by the tetrazolium test it is recommended the removal of the palea and lemma, being more efficient the longitudinal cut in the distal half of the embryonic axis. Removal of the palea and lemma associated with the longitudinal cut in the distal half of the embryo facilitate the evaluation of the viability of rice seeds by the tetrazolium test.
doi:10.5747/ca.2019.v15.n1.a270 fatcat:fvbg3i3btndjdn2acbebwlsqie