A NoRmA SeNSível à PRovA dA violêNCiA: o corpo a corpo em diSputa Sob a Ótica FeNomeNolÓgica em pSicologia do eSporte 1

Cristiano
unpublished
cristiano roque antunes barreira resumo: Estas análises apreendem o esporte como um fenômeno eminentemente intersubjetivo, explorando condições fenome-nológicas que pressionam a prática esportiva a seus limites e, em seu extremo, à ruptura do próprio fenômeno esportivo: dá-se a passagem à violência. Evidencia-se a estrutura das tensões intersubjetivas que tanto concorrem para a excelência esportiva como arriscam ocasionar a ruptura do que lhe é próprio. Todo esporte se constitui colocando em
more » ... puta um objeto a ser dominado, mediador estruturante da competição. Quando o empenho agressivo atravessa o objeto da disputa e alcança direta e intencional-mente o outro, configura-se o esfacelamento da fronteira do esporte, sua ruptura para a esfera da violência. O conceito, usual em Psicologia do Esporte, de agressão instrumental prova-se impróprio para designar os esportes de combate. A experiência empática de ambos os adversários e de um terceiro, o árbitro, serão decisivas para a interpretação sobre haver ou não tal ruptura. Emerge das análises o conceito de norma de sensibilidade. Mais do que iluminar interações pessoais que, em contexto esportivo ou não, desembocam em violência, o delineamento desse conceito assinala toda uma dimensão corporal estética que funda a experiência de interação intersubjetiva desde a esfera hilética, isto é, aquela da afetividade sensível. Palavras-chave: Psicologia do esporte, Empatia, Violência, Fenomenologia, Normas sociais. Abstract: These analyzes grasp sport as an eminently intersubjective phenomenon, exploring phenomenological conditions that force the sports practice to its limits and, at its extreme, to break the sports frontiers: it emerges violence. The structure of inter-subjective tension can both, lead to sporting excellence and leads to break sports limits. Every Sport is constituted by the dispute of na object to be dominated, the structuring agent of the competition. In sports, when the aggressive actpasses through the object of the dispute and reaches directly and intentionally the other, it is given the disintegration of its limits into the sphere of violence. As a usual concept in sport psychology, instrumental aggression proves to be unfit to designate combat sports. The em-pathic experience of both opponents and a third, the referee, will be decisive for the interpretation of the occurence of a violent phenomena or no. From the analysis, emerges a new concept: sensible norm. More than illuminate personal interactions culminating in violence, in sports context or no, this concept points to a whole aesthetic bodily dimension where is founded the inter-subjective interaction experience from hyletic sphere, that is, the sensible affectivity. resumen: Estos análisis perciben el deporte como un fenómeno sumamente intersubjetivo, explorando las condiciones fenome-nológicas que obligan a la práctica deportiva a sus límites y, en su extremo, para romper el propio fenómeno deportivo: se da paso a la violencia. La estructura de la tensión intersubjetiva conduce a la excelência deportiva pero tambien existe el riesgo de rotura de sus fronteras. Cada deporte ponie en juego un objeto a ser dominado, agente estructurante de la competencia. En los deportes, cuando la fuerza agresiva pasa por el objeto de la competencia y alcanza directa e intencionadamente la outra persona, sucede la desintegración de sus fronteras, su rotura en el ámbito de la violencia. La agresión instrumental,concepto habitual em psicologia del deporte, se demuestra como siendo frágil para designar a los deportes de combate. La empatía vivida de los dos oponentes y una tercera, el árbitro, van a determinar la interpretación de si hay o no hay tal ruptura. Emerge de las análisis el concepto de nor-ma de sensibilidad. Más de iluminar las interacciones personales que culminan en la violencia, en deportes o non, este concepto equivale a toda una dimensión coporal estética que hace la fundación de la experiencia de interacción intersubjetiva desde la es-fera hilética, es decir, la afectividad sensible.
fatcat:tx5voepk6jdvhjmt3zrxg4bqya