Caracterização morfológica de variedades crioulas de abóboras (Cucurbita maxima) do sul do Brasil

Daniela Priori, Rosa Lía Barbieri, Claudete Clarice Mistura, Juliana Castelo Branco Villela
2018 Revista Ceres  
RESUMO O objetivo deste trabalho foi caracterizar morfologicamente variedades crioulas de Cucurbita maxima do sul do Brasil. Nove variedades crioulas de C. maxima foram caracterizadas com sete descritores quantitativos e 13 descritores qualitativos. As sementes foram cultivadas em casa de vegetação, em sacos de poliestireno preto, preenchidos com substrato. Quando as plantas apresentavam no mínimo duas folhas definitivas, 20 mudas de cada variedade foram transplantadas para o campo
more » ... em delineamento completamente casualizado. Os dados quantitativos foram submetidos à análise de variância e foi utilizado o teste de Tukey para a comparação de médias, com o programa SAS 9.2. Os dados de caracteres quantitativos foram submetidos à análise de componentes principais, com o programa R. Para os caracteres qualitativos, a caracterização foi expressa pela moda de cada acesso, para cada descritor. Os caracteres qualitativos foram analisados como variáveis multicategóricas. A matriz de similaridade foi gerada no programa computacional GENES e foi construído um dendrograma, pelo método UPGMA, com o programa NTSYS. Ficou evidenciada a variabilidade genética para os caracteres quantitativos e qualitativos avaliados. A análise de variância evidenciou diferenças significativas entre as médias. Peso, formato, cor do fruto, espessura da casca e número de sementes por fruto são caracteres relevantes para a indicação de variedades crioulas promissoras para o melhoramento genético, com potencial para uso como fontes de genes e desenvolvimento de cultivares.
doi:10.1590/0034-737x201865040006 fatcat:7ui5p3m6jvavhfmy22xeta47h4