AUTOMAÇÃO E DIGITALIZAÇÃO EM SUBESTAÇÕES DE ENERGIA ELÉTRICA: UM ESTUDO DE CASO

Roberto Martins Pereira, Ilda Maria de Paiva Almeida Spritzer
2007 Revista Gestão Industrial  
Resumo A automação de processos passou a fazer parte de nossas vidas. No cotidiano do cidadão comum, nos ambientes de chão de fábrica ou em grandes sistemas de transmissão de energia, o advento do microprocessador deu um impulso inimaginável às inovações tecnológicas em diversas áreas do conhecimento. O Setor Elétrico não é exceção. Este trabalho demonstra, através de um estudo de caso, como esses avanços se traduzem de maneira direta, ou seja, na utilização de Sistemas Integrados de Proteção e
more » ... Controle pelas empresas de energia elétrica; e indireta, isto é, como essas empresas podem tirar proveito da tecnologia existente como ferramenta para aplicação dessas soluções. A revisão bibliográfica aborda os conceitos de automação e digitalização de sistemas de proteção e controle no âmbito das empresas de energia elétrica, bem como discorre sobre a evolução da microeletrônica nesses contextos. Considerações finais são tecidas a respeito das principais vantagens na utilização da tecnologia digital para implementação de funções de automatismo e telecomunicações. Palavras-chave: Automação; Digitalização; Sistemas Integrados de Proteção e Controle. Introdução e Objetivos A solução de problemas de infraestrutura é condição necessária para que ocorra cidadania plena e para tanto, torna-se fundamental a garantia de acesso a serviços básicos, tais como: saneamento, transportes urbanos, comunicações e energia. Investimentos em ampliação e modernização da infraestrutura promovem a redução de custos, o aumento da produtividade, o aprimoramento da qualidade de bens e serviços da estrutura produtiva e a consolidação da integração regional, minimizando inclusive a possibilidade de interrupções em ciclos de crescimento do país. O Setor Elétrico representa um dos principais pilares para a garantia de um crescimento sustentável. Segundo Nivalde Castro (2006) , coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da UFRJ, o consumo de energia elétrica apresenta uma alta correlação com o desempenho da economia como um todo, pois praticamente todos os setores econômicos, que no
doi:10.3895/s1808-04482007000400012 fatcat:sa7xaoz2qjeitjvhr7u3x23nca