Datação de Sedimentos Pós-Barreiras no Norte do Brasil: implicações paleogeográficas

Sonia H. Tatumi, Luis P. da Silva, Elcio L. Pires, Dilce F. Rossetti, Ana M. Góes, Casimiro S. Munita
2008 Revista Brasileira de Geociências  
Resumo A Formação Barreiras no nordeste do estado do Pará é recoberta discordantemente por uma variedade de estratos oxidados, de coloração vermelha clara a amarela pálida, cujas idades são apresentadas, pela primeira vez, no presente trabalho. Utilizando-se métodos de datação por luminescência opticamente estimulada (LOE), seguindo-se os protocolos MAR (Multiple Aliquot Regeneration) e SAR (Single Aliquot Regeneration) e, quando possível, 14 C, pode-se constatar que a formação desses estratos
more » ... ão desses estratos ocorreu no final do Pleistoceno tardio ao Holoceno, tendo-se registrado idades LOE/MAR entre 430.000 (±60.000) e 3.400 (±400) anos AP. A comparação dos resultados LOE/MAR e LOE/SAR mostrou boa equivalência dos valores nas idades mais jovens, e diferenças significativas para as idades relativamente mais antigas. O fato dos estratos com idades mais antigas mostrarem evidências de deposição sob condições subaquosas levou a concluir que as diferenças obtidas indicam, muito possivelmente, que os grãos analisados não foram zerados com respeito à radiação solar no momento da deposição, refletindo a radiação adquirida em sítios deposicionais anteriores a sua última deposição. Considerando-se as idades obtidas, e integrando-se informações oriundas de publicações anteriores, conclui-se que os Sedimentos Pós-Barreiras registram a margem de um amplo paleovale, cujo registro principal ocorre a oeste da área de estudo, onde estratos correlatos são melhor desenvolvidos. Palavras-chave: Quaternário, Sedimentos Pós-Barreiras, datação, luminescência opticamente estimulada, Ilha do Marajó. Abstract Dating Post-Barreiras Sediments in Northern Brazil: palaeogeographic implications. The Barreiras Formation exposed in the northeastern of the State of Pará, overlain by a variety of oxidized, light red to pale yellow strata, whose ages are presented, for the first time, in the present work. Based on dating methods applying optically stimulated luminescence (OSL) following the protocols MAR (Multiple Aliquot Regeneration) and SAR (Single Aliquot Regeneration) and, whenever possible, 14 C, it was possible to conclude that the formation of these strata took place at the end of late Pleistocene to Holocene, with recorded LOE/MAR ages ranging from 430,000 (±60,000) to 3,400 (±400) yr BP. A comparison of OSL/MAR and OSL/SAR results showed good equivalence among values for the deposits with younger ages, and significant differences for deposits with relatively older ages. The fact that strata with older ages show evidence for deposition under sub-aqueous conditions led to conclude that the differences obtained herein is more likely due to the cosmic radiation acquired during deposition in previous depositional sites. Taking into account the obtained ages, and integrating these data with information derived from previous publications, it can be concluded that the Post-Barreiras Sediments record deposition at the margin of a wide paleovalley, which display its main sedimentary record to the west of the study area.
doi:10.25249/0375-7536.2008383514524 fatcat:ofruivadfjgdbaw7hxe26ec7lu