Acidentes de trabalho na zona rural de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: um estudo transversal de base populacional

Marta Fernanda Fehlberg, Iná Silva dos Santos, Elaine Tomasi
2001 Cadernos de Saúde Pública  
São escassos os estudos de base populacional sobre a ocorrência de acidentes de trabalho rural. Para investigar este tema, realizou-se em Pelotas, Rio Grande do Sul, um estudo transversal com o objetivo de verificar a ocorrência e as características dos acidentes do trabalho rural. Uma amostra representativa da população foi obtida através de amostragem em estágios múltiplos, utilizando-se os setores censitários da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Em quatro meses, no
more » ... de 1996, foram estudadas 258 famílias, e 580 trabalhadores rurais foram entrevistados, utilizando-se questionários padronizados e pré-codificados. Os acidentes de trabalho nos últimos doze meses atingiram 63 trabalhadores (11%), que referiram, pelo menos, um acidente no período. O total de acidentes ocorridos foi de 82, e foram causados, principalmente, por ferramentas manuais (29%) e por animais domésticos (27%). A principal lesão provocada foi corte (50%), seguida por contusão (13%) e queimadura (9%). As partes do corpo mais atingidas foram as mãos (34%), os pés (29%) e as pernas (18%). Em apenas 32% dos casos, o trabalhador rural acidentado procurou tratamento. Desses, 46% procuraram o posto de saúde, e 36%, o pronto-socorro municipal.
doi:10.1590/s0102-311x2001000600008 fatcat:cwc7gzobznhpxofyitw52camba