Reflexões acerca do cânone literário dos vestibuares brasileiros

Juliana Cristina de Cápua Dourado
2015 Literatura e Autoritarismo  
Neste trabalho pretendemos discutir sobre o caráter canônico presente na escolha das obras literárias da grande maioria dos exames admissionais do ensino superior, como tal seleção não é neutra e envolve a manutenção de poderes de grupos hegemônicos e dominantes. Além disso, gostaríamos de refletir sobre como a mudança nas listas de leituras obrigatórias de dois importantes vestibulares nacionais (UFRGS e Unicamp) podem influenciar no ensino de literatura aos estudantes em fase pré-vestibular. Palavras-chave: literatura, cânone, vestibular
doi:10.5902/1679849x16322 doaj:ae65da17a5b94e45b5a5c496a9740d87 fatcat:dmg3pj34pzbqto3ndgan5bgxqi