Conselheira: Maria Norma Ribeiro

Roberto Germano Costa
unpublished
DIVMS, o maior incremento ocorreu aos 21 dias de tratamento e 6% de uréia (P<0,01), encon-trando-se valores de 89,99% superior a testemunha. Em relação as fibras, a FDN aos 28 dias de tratamento e 6% de uréia decresceu 4, 84%. A FDA por sua vez, aos 14 dias e 6% de uréia apresentou incremento da ordem de 13,65% (P<0,01). Em relação a lignina, o maior tratamento foi o de 21 dias com 6% de uréia, apresentando diminuição percentual da ordem de 18,02 (P<0,05). Quanto à celulose, a mesma evidenciou
more » ... a mesma evidenciou um incremento percentual de 22,36% aos 35 dias de tratamento e 6% de uréia (P<O,Ol). Os resultados obtidos nas condições em que foi desenvolvi-do o presente trabalho permitiram concluir que o nível de 6% de uréia e 35 dias de tratamento, é o mais indicado para melhorar o valor nutritivo da palha de arroz,-quando tratada quimicamente. Orientador: Onaldo Souza 08. GEORGE RODRIGO BELTRÃO CRUZ Defesa da Dissertação: 28/02/2003 APLICAÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS NO AJUSTE DA CURVA DE CRES-CIMENTO DE CAPRINOS NO ESTADO DA PARAÍBA O conhecimento da curva de crescimento pode ser uma alternativa em programas de seleção auxiliando a detecção de variabilidade genética e identificando animais mais pesados em idades mais jovens permitindo antecipar decisões de descarte e manejo. Em função disto, este trabalho foi desenvolvido com os objetivos de testar algumas funções matemáticas citadas na literatura, para o ajuste da curva média de crescimento e determinar as funções matemáticas que melhor representam a curva de crescimento de um rebanho de caprinos mestiços. Utilizou-se dados de 90 animais, nascidos entre abril de 1997 e setembro de 1998 explorados no Setor de Caprinocultura do Campus IV, da UFPB na cidade de Bananeiras. Foram efetuadas 27 pesa-gens para cada animal, anotadas a cada sete dias até os 182 dias de idade, totalizando 2.430 pesos. O ajuste para curva média foi feito, utilizando-se sete funções matemáticas. As funções utilizadas foram a de Von Bertalanffy, Brody, Gama Incompleta, Polinomial Inversa, Linear Hiperbólica, Exponencial Polinomial Quadrática e Quadrática Logarítmica. Os parâmetros para os modelos utilizados foram estimados usando-se o método GAUSS-NEWTON, por meio de regressão não linear. Os critérios utilizados para verificar a qualidade do ajuste para cada fun-ção foram o coeficiente de determinação ajustado (Ra2) e o gráfico de distribuição dos resíduos. Os valores de R2 obtidos para as funções foram de 97%, à exceção da função Polinomial inversa que foi de 18%. A curva média estimada pelas funções Quadrática Logarítmica e Exponencial Polinomial Quadrática expressaram melhor as variações de pesos ao longo do crescimento, produzindo menores resíduos, com ligeira superioridade para a função Quadrática Logarítmica.
fatcat:ix3f4mxrvbevxkmn2z2ukggbh4