Charles d'Orléans, duas canções e uma trajetória

Ivone C. Benedetti
2005 Cadernos de Literatura em Tradução  
A situação social de Charles d'Orléans sem dúvida contribuiu muito para o conhecimento que hoje se tem de sua obra. Em vida, esse príncipe (neto, sobrinho e pai de reis) conseguiu montar um manuscrito autógrafo, a partir do qual Pierre Champion pôde estabelecer a compilação mais respeitada hoje em dia, cujos poemas, apresentados em seqüência cronológica aproximada, nos possibilitam estudar a evolução temática dessa poética. A expressão "evolução temática" merece um comentário preliminar. Temas
more » ... preliminar. Temas e motivos praticamente não mudam do começo ao fim dessa trajetória poética; o que varia de fato é o tratamento a eles dispensado. Champion propôs a seqüência cronológica da poética do príncipe em 1927, numa obra que foi reeditada em 1971, em dois volumes. O primeiro é dedicado a baladas, canções, complaintes e caroles, enquanto o segundo contém os rondéis. Pelo que se depreende dessa compilação, embora o grosso da composição da juventude de Charles d'Orléans tenha sido constituído por baladas, o poeta também as compôs na maturidade. O primeiro volume de Champion, portanto, deve ser manuseado com cuidado na tentativa de distinguir, pelas características dos
doi:10.11606/issn.2359-5388.i6p129-140 fatcat:wvfu3xyekvetzob2h6q3vvo7om