Uma Sátira com Final Melancólico

Noé Oliveira Policarpo Polli
2015 RUS (São Paulo)  
Este artigo trata da génese do conto "O canhoto", de Nikolai Leskov, e da sua orientação ideológica, bem como do papel de provérbios e ditos populares na sua composição. Apresentam-se as bases da doutrina eslavófila, mostram-se os alvos da crítica do escritor e discutem-se os argumentos tanto da crítica conservadora quanto da liberal
doi:10.11606/issn.2317-4765.rus.2015.108341 fatcat:fmjxyjexyrhijcdswtfigzi3fa