Efeito da (in)atividade física nas queixas de insônia, humor e qualidade de vida de pacientes com hipertensão arterial

Alana Weikert Neves, Marcos Gonçalves Santana, Katryne Holanda Silva, Giselle Soares Passos
2020 Revista Brasileira de Educação Física e Esporte : RBEFE  
O objetivo do presente estudo foi comparar as queixas de insônia, o perfil de humor e a qualidade de vida de pacientes com hipertensão arterial fisicamente ativos e inativos; e identificar possíveis correlações entre insônia, humor, qualidade de vida e nível de atividade física. Participaram do estudo 71 pacientes, com idade > 40 anos, que foram alocados em dois grupos: grupo fisicamente ativo (GFA, n=36) e grupo fisicamente inativo (GFI, n=35). Os instrumentos utilizados foram: Índice de
more » ... ade de Insônia, Profile of Mood States, SF-36/Pesquisa em Saúde e Nível de Atividade Física Habitual. Na comparação entre os grupos, observou-se diferença significante na gravidade das queixas de insônia (GFA: 2,8±3,4; GFI: 5,6±5,6, p<0,05), sintomas de depressão (GFA: 4,4±5,0; GFI: 8,1±7,0, p<0,05) e as variáveis de qualidade de vida: capacidade funcional (GFA: 84,0 ± 21,1; GFI: 71,0 ± 23,7) e vitalidade (GFA: 74,9 ± 20,4; GFI: 63,1 ± 22,2), além de correlação significante entre as queixas de insônia, o humor e a qualidade de vida. Diante desses resultados podemos concluir que praticar exercícios físicos regularmente pode resultar em redução nas queixas de insônia e depressão, e melhorar alguns aspectos da qualidade de vida de pacientes com hipertensão arterial.
doi:10.11606/issn.1981-4690.v34i3p385-393 fatcat:s74pr3yi6jgnnm5anh4fhvnqpy