DESENvOLvIMENTO ECONÔMICO E REGIONAL Estimação da matriz insumo-produto utilizando dados preliminares das contas nacionais: aplicação e análise de indicadores econômicos para o Brasil em 2005

Joaquim José, Martins Guilhoto, Umberto Antonio, Sesso Filho
unpublished
RESUMO-O presente estudo tem como objetivo avaliar a metodologia de estimação das ma-trizes de insumo-produto, a preços básicos, a partir dos dados preliminares das Contas Nacio-nais do Brasil. A mesma é testada para o ano de 2005, sendo que os resultados obtidos a partir da matriz de insumo-produto (versão definitiva) disponibilizada pelo IBGE e a matriz estimada pela metodologia proposta são comparados. Os resultados analisados consistem dos multipli-cadores de emprego e produção e os índices
more » ... odução e os índices de ligação intersetoriais de Rasmussen-Hirschman, indicadores econômicos baseados na teoria de insumo-produto. Conclui-se que as séries de indicadores econômicos da matriz estimada e da disponibilizada pelo IBGE não são diferentes, baseando-se em análise estatística (índices de correlação). Portanto, a metodologia proposta pode ser utilizada para a estimação de matrizes de insumo-produto nacionais para períodos em que existem somente dados preliminares e as análises estruturais da economia realizadas com as matrizes estimadas são válidas para o ano analisado. Palavras-chave: Insumo-produto. Contas nacionais. Brasil. 1 INTRODUCÃO A teoria insumo-produto é uma ferramenta de análise da estrutura da economia, que permite a estimativa de indicadores econômicos como multiplicadores de emprego, produção e renda e índices de ligações intersetoriais. Os resultados são utilizados para a identificação de se-tores-chave e também de base de dados para estimativa de matrizes regionais e inter-regionais. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o órgão oficial do governo federal responsável pela elaboração das Matrizes Nacionais de Insumo-Produto. As matrizes de insumo-produto mais recentes no ano de 2010 disponibilizadas pelo IBGE são referentes aos anos 2000 e 2005. Para obter matrizes de períodos para os quais não existem as matrizes originais torna-se necessário elaborá-las com dados provenientes das Contas Nacionais em suas versões preliminares. O presente estudo tem como objetivo analisar o método de estima-* Doutor em economia pela
fatcat:wliovimn5fauvlazflro2hollq