Bring your own device (BYOD): entendendo uma nova prática no ambiente acadêmico

Marcia Cassitas Hino, Erico Przeybilovicz, Taiane Ritta Coelho
2019 Acta Scientiarum : Education  
Este artigo identifica os fatores percebidos a partir da prática de BYOD no contexto acadêmico. A popularização dos dispositivos móveis gerou um movimento do uso desses dispositivos pessoais no ambiente de trabalho. Esse fenômeno passou a ser conhecido como Bring your own device (BYOD). Esta prática chegou às instituições de ensino e envolve diversas discussões entre professores e estudantes. Não se sabe ao certo se o uso de dispositivos ajuda ou atrapalha o andamento das aulas e o processo de
more » ... as e o processo de aprendizagem. Para entender esse fenômeno, realizamos entrevistas semiestruturadas com professores e alunos universitários. Inspirados na Grounded theory, desenhamos um modelo teórico que emergiu da análise dos dados. Esse modelo demonstra que a prática do BYOD no contexto acadêmico é determinada por fatores impulsionadores, de contexto e da prática. Os diversos fatores identificados no contexto acadêmico trazem resultados práticos, como a influência no processo de aprendizagem e a exposição ao aumento de jornada de trabalho. Os fatores da prática compreendem oito elementos: 1) interesse; 2) didática; 3) processo de aprendizagem; 4) ubiquidade; 5) produtividade; 6) responsabilidade; 7) padrões de uso; e 8) exposição. Este fenômeno pode estar relacionado ao contexto da sociedade e à modernidade tecnológica.
doi:10.4025/actascieduc.v41i1.42661 fatcat:yg6f6vhfrjck7nd7x5ctz2xbdq