Cirurgia cardíaca: estratégias de enfrentamento de pacientes com infecção da ferida operatória

Gabriela Santos Florisbal, Darlan Sebastião Da Rosa, Patricia Pereira Ruschel
2019 Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção  
Justificativa e Objetivos: A infecção de sítio cirúrgico é um dos eventos adversos que pode acometer o paciente hospitalizado após a realização de uma cirurgia cardíaca. Cada paciente reagirá a este processo de modo singular, bem como, desenvolverá estratégias de coping para atravessar o evento estressante. Dessa forma, o objetivo do estudo foi identificar o modo de enfrentamento em pacientes com infecção da ferida operatória associados à cirurgia cardíaca. Métodos: Estudo transversal que
more » ... ansversal que avaliou o modo de enfrentamento emocional através da Escala de Modos de Enfrentamento de Problemas (Emep). Resultados: Foram avaliados 33 pacientes com idade de 62,4±8,8 anos, dos quais 69,7% realizaram a cirurgia de revascularização do miocárdio e tiveram sua ferida operatória infectada, sendo prevalente a infecção de tórax (67%). O enfrentamento emocional preponderante destes pacientes foi o enfrentamento focado no problema (57,6%), seguido de focado em práticas religiosas e pensamento fantasioso (27,3%), focado em busca de suporte social (15,2%) e focado na emoção (0%). Conclusão: Os resultados revelaram que os pacientes com infecção da ferida operatória utilizam predominantemente a estratégia focada no problema. Os pacientes que são tabagistas utilizam-se da estratégia focalizada em práticas religiosas e focalizada na emoção, as mulheres utilizam mais da estratégia focalizada em busca de suporte social do que os homens e aqueles que declaram não compreender a sua doença apresentam o enfrentamento focado em práticas religiosas.
doi:10.17058/.v9i4.13422 fatcat:qvohi45xvve2jgaru7otn2om7q