Caracterização de Bolhas com Uso de Espumante MIBC e ALFA-TERPINEOL em Coluna de Flotação Aplicando Técnica de HYDROMESS

Moacir Medeiros Veras, Carlos Adolpho Magalhães Baltar, João Bosco Araújo Paulo, José Yvan Pereira Leite
2010 Holos  
No processo de flotação, empregado na separação seletiva com base nas propriedades superficiais das espécies minerais, o contato entre as bolhas de ar e as partículas dispersas tem papel fundamental. O Tamanho das bolhas pode variar devido ao fenômeno da coalescência, sobre o qual tem influência a concentração do reagente espumante, resultando em uma não uniformidade do diâmetro das bolhas. Para entender melhor este comportamento, estudou-se a influência da concentração do
more » ... til-isobutil-carbinol (MIBC) e alfa-terpineol (ÓLEO DE PINHO) no diâmetro médio das bolhas. Para a medição do tamanho das bolhas, utilizou-se uma nova metodologia adaptada de uma técnica, desenvolvida pela TUClausthal (Technische Universität Clausthal) Alemanha, que faz uso da combinação de um capilar de vidro e uma sonda fotoelétrica que pode caracterizar as bolhas em termos de distribuição volumétrica, superficial e numérica, com base no índice de refração das fases presentes. Os experimentos foram realizados com água destilada e espumante cuja concentração variou de 0 a 16,3 ppm. Os diâmetros das bolhas apresentaram tamanhos variando de 2,27 a 2,67 mm em sistema ar/água. Para a determinação dos diâmetros das bolhas é necessário que o sistema forme bolhas compatíveis com os limites de dimensões dos capilares de vidro dispostos pelo equipamento. O método empregado para medida do diâmetro de bolhas de ar pelo índice de refração representa uma alternativa aos métodos de análise de imagem aplicados em estudos similares.
doi:10.15628/holos.2009.322 fatcat:4m4c3xvbpvbyrgakxraqbjalby