Língua, cultura e cognição: um estudo do ato de fala do pedido em italiano, português brasileiro, espanhol argentino e alemão

Elisabetta Santoro, Adriana Mendes Porcellato
2020 PERcursos Linguísticos  
Partindo do pressuposto de que a língua é o produto da atividade cognitiva humana que remete a esquemas linguísticos e culturais, buscamos neste estudo verificar como se manifestam linguisticamente essas categorias, analisando o ato de fala do pedido em italiano, português brasileiro, espanhol argentino e alemão no marco da Pragmática cross-cultural. Em especial, concentramos nossa análise na (in)diretividade e na convencionalidade dos atos principais (head acts) e, paralelamente, na
more » ... ente, na perspectiva, visando a entender se os pedidos são orientados pelo falante (eu), pelo interlocutor (tu), pelo nós inclusivo ou ainda por formulações impessoais (BLUM-KULKA et al., 1989). Na linha dos estudos da área, os dados foram coletados com um Discourse Completion Task (DCT), manipulando as variáveis grau de imposição e distância social de oito situações diferentes. Nossa hipótese era que, observando os pedidos desse ponto de vista, poderíamos verificar a presença de convergências e divergências nos traços linguístico-culturais. Embora tenha sido constatada, nas quatro línguas, a predominância de atos principais convencionalmente indiretos e da perspectiva tu, há diferenças na distribuição de (in)diretividade e perspectivas que podem indicar peculiaridades na forma como cada cultura percebe categorias como a "invasão" do espaço do outro e a solidariedade.
doi:10.47456/pl.v10i26.33412 fatcat:75rlisvs4vdcpk36ef4ryqgcba