Como entendemos o Final da Vida. A "morte" e o "morrer" à luz da revelação bíblica e da teologia

Pe. Leonardo Agostini Fernandes
2014 Revista de Cultura Teologica  
A Igreja Católica, por sua presença bimilenar no mundo e em conformidade com a sua identidade e a sua missão, continua testemunhando que o conhecimento da verdade liberta o ser humano de tudo o que viola e violenta o seu fundamental direito à vida em todas as suas etapas, desde a concepção até a morte. Sempre atenta aos sinais dos tempos, busca salvaguardar e transmitir os ensinamentos e os valores evangélicos que recebeu de seu fundador, Jesus Cristo. Por isso, não pode deixar de anunciar no
more » ... ndo o evangelho da vida, pelo qual o mistério da existência humana recebe luz, orientação e é conduzido à salvação integral. O presente artigo, articulado em cinco partes, aborda a visão bíblico-teológica sobre o final da vida, para apresentar as razões pelas quais a Igreja Católica refuta a eutanásia e a distanásia como ações que não condizem com a dignidade da pessoa humana, aceitando que ela, diante da doença e da morte iminente, tem o direito de receber dos órgãos públicos o devido respeito, a assistência sanitária e a medicação que promova, terminadas todas as possibilidades de obtenção da cura, o alívio da sua dor e do seu sofrimento através da prática ortotanásica. A família e a comunidade de fé, por sua vez, que são os vínculos mais próximos de uma pessoa que está para enfrentar a última ação fundamental da sua vida, devem ser presentes, acompanhando-a com a solidariedade e a caridade que fortalecem a esperança na vida eterna.
doi:10.19176/rct.v22i83.19234 fatcat:3ciud3u3ybaazbcz7trsqvyaky