AVALIAÇÃO DE CONTAMINAÇÃO POR Clostridium SULFITO REDUTORES EM MÉIS COMERCIALIZADOS NA CIDADE DE SOUSA, PARAÍBA

G. M. S. A. N., E. P. X. N., K. R. R. S., M. G., J. R. A. S., S. C. P. L. O.
2018 IV Encontro Nacional da Agroindústria   unpublished
RESUMO: A produção de mel nos dias atuais vem crescendo em grande escala, mas muitas das vezes testes que comprovem a qualidade do mel não são feitos, prejudicando assim a vida de prateleira e a saúde consumidor, como por exemplo o surgimento da doença botulismo. A intoxicação causada pela bactéria Clostridium botulinum pode levar até a morte dependendo do grau de contaminação do produto. O objetivo desse artigo é avaliar a qualidade microbiológica de amostras de méis comercializados na cidade
more » ... e Sousa, Paraíba, verificando a presença de esporos de Clostridium botulinum nos méis. Por meios de análises microbiológicas, foi homogeneizado 11g de méis de cada amostra junto coma água peptonada esterilizada (0,1%), e através do plaqueamento por superfície na qual continha o meio de cultura Perfringens Selective Agar, a solução foi inoculada e incubada em meio anaeróbico por 24 horas em temperaturas de crescimento de bactérias anaeróbicas. Após o tempo determinado, as amostras de méis analisadas não apresentaram o Clostridium sulfito redutores, logo, os méis são seguros em seus aspectos microbiológicos e de valores nutricionais, não trazendo danos à saúde humana e aumento de vida de prateleira. PALAVRAS-CHAVE: mel; pesquisa; segurança alimentar; varejo INTRODUÇÃO O botulismo é a palavra utilizada para designar a intoxicação provocada pelo microrganismo Clostridium botulinum (FRANCO et al., 2001) . É considerada um dos tipos mais severos de intoxicação alimentar, cuja qual é causada pela ingestão de alimentos contendo uma potente neurotoxina formada durante o crescimento do Clostridium botulinum, os esporos deste são frequentemente distribuídos na natureza (SOLOMON & LILLY, 2001) . A toxina liberada pela bactéria afeta o sistema neurológico, além de causar implicações como: ineficiência respiratória, infecção pulmonar, constipação e em casos podendo levar até a morte (PEREIRA et al., 2007) .
doi:10.17648/enag-2018-91696 fatcat:xkkqlxjwjbchzowdmp3uktxp54