GESTÃO ESCOLAR E O ATENDIMENTO DE ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS (NEE): DA REALIDADE À POSSIBILIDADE DE INCLUSÃO EM UMA ESCOLA PÚBLICA

ZENAILDE RODRIGUES COSTA, VANESSA OLIVEIRA ALMEIDA
2019 CONGRESSO BRASILEIRO CIÊNCIA E SOCIEDADE   unpublished
RESUMO Este texto apresenta um recorte do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de Licenciatura em Pedagogia acerca da atuação gestora na perspectiva da educação escolar inclusiva, por meio de reflexões teóricas abordando aspectos conceituais e legais sobre gestão democrática e participativa no contexto do ensino escolar regular do público alvo da educação especial, bem como conhecimentos teóricos acerca de inclusão escolar, e encaminhamentos de proposta com ações interventivas viáveis para um
more » ... s viáveis para um caminhar rumo a uma gestão escolar inclusiva. A pesquisa teve como objetivo geral, compreender a atuação do gestor escolar diante da inclusão de alunos com NEE em escola pública. E como objetivos específicos, conhecer a relação e convivência entre o gestor e o aluno com NEE, explicar a postura do gestor escolar frente à educação inclusiva nesta escola pública de Timon. Teve como problema da pesquisa "como a equipe gestora atua diante da inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais (NEE) nesta realidade escolar". Tratou-se de uma pesquisa qualitativa exploratória com a realização de entrevista semi-estruturada com os três gestores de escolas públicas, e dois pais de alunos com NEE. Com base nas análises dos dados obtidos junto aos pais, estes afirmaram que seus filhos são excluídos das atividades escolares e, consideram a formação dos professores e a atuação da gestão insuficiente para o atendimento às necessidades de pessoas com deficiências. Assim, diante dos resultados desta pesquisa pode-se afirmar que se faz necessário e urgente o investimento na formação continuada para os gestores e docentes da escola para que se busque a superação das dificuldades existentes na instituição para cuidar e ensinar de alunos com deficiências, assim como também um maior acompanhamento aos familiares dos alunos.
doi:10.17648/cbcs-2019-110598 fatcat:wtyzmbqrurajhoabloima2cio4