Estudos nutricionais das populações rurais da Amazônia. I - Várzea do rio Solimões

Rcdolfo Giugliano, Loreny G. Giugliano, Roger Shrimpton
1981 Acta Amazonica  
Resumo Um Inquérito nutricional foi realizado em 59 famílias da área rural ribeirinha do rio Solimões. As mães foram entrevistadas e cento e quarenta crianças de 0-5 anos dessas mães foram examinadas clinicamente e medidas quanto ao peso e estatura. As principais conclusões são de que as condições higiênico-educacionais locais são precárias. A mortalidade infantil média atinge 76,4/1000 nascidos vivos. A amamentação é prolongada, porém a suplementação alimentar é bastante precoce, com 81,3% das
more » ... mães introduzindo alimentos infantis no 1.º trimestre. A introdução de alimentos adultos na dieta infantil é tardia, ocorrendo após o 1.º ano de vida. A alimentação aduita básica é a farinha de mandioca, peixe e alguma carne de caça, sendo o consumo de vegetais, legumes e frutas escasso. O estudo nutricional dessas crianças revelou que a anemia atinge 70% delas, predominando a ferropriva. Cárie dentária foi constatada em 47% das crianças. Sinais clínicos de deficiência de vitamina A e riboflavina, foram concentrados em 20% e 25% das crianças respectivamente. O estudo antropométrico revelou que a desnutrição aguda atinge 10,8% e a desnutrição crônica 59,0% das crianças. A doença diarréica predomina no quadro mórbido local, atingindo, no momento do exame, 27,3% das crianças no 1.° ano de vida. Houve correlação nas crianças da amostra entre a freqüência de antecedentes diarréicos e a desnutrição crônica (P < 0,1).
doi:10.1590/1809-43921981114773 fatcat:fzzxlddh65ebdn25hfcopw5k7y