DESEMPENHO OPERACIONAL DE UMA SERRARIA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE ALEGRE, ESPÍRITO SANTO, BRASIL

Djeison Cesar Batista, João Gabriel Missia Da Silva, Wendel Sandro De Paula Andrade, Graziela Baptista Vidaurre
2015 FLORESTA  
As serrarias são as principais indústrias madeireiras do sul do estado do Espírito Santo. O objetivo deste trabalho foi analisar o desempenho operacional de uma serraria de pequeno porte processadora da madeira de Eucalyptus sp. no município de Alegre, região sul do estado do Espírito Santo. Para tanto, a análise consistiu do estudo do rendimento em madeira serrada, eficiência operacional e amostragem do trabalho. O rendimento médio foi igual a 53,6% e foi considerado bom, para uma serraria que
more » ... ra uma serraria que processa madeira de folhosas, quando comparado com dados da literatura. A eficiência operacional média foi igual a 2,77 m³/operário/dia, e foi considerada baixa, mesmo para serrarias brasileiras de pequeno porte, em consequência da falta de classificação da matéria-prima, inadequações de layout, mau estado de conservação do maquinário e baixo nível de automação. O trabalho produtivo médio foi de 69,6% e não atingiu o valor mínimo de 75% sugerido pela literatura, resultado dos problemas referidos, dentre outros fatores. De uma maneira geral, o desempenho operacional da serraria foi considerado ruim, de acordo com os índices avaliados, porém possui potencial para ser melhorado.AbstractOperational performance of a small sawmill of the city of Alegre, Espírito Santo, Brazil. Sawmills are the most important wood industries in the Southern of the Espírito Santo State. The aim of this research was to analyze the operational performance of a small sawmill in Alegre, Espírito Santo state, Brazil, which process Eucalyptus sp. logs. The analysis was based on the study of lumber yield, operational efficiency and work delay ratio. The average lumber yield was 53.6% ranked as good for a small log hardwood sawmill, according to the literature. The average operational efficiency was 2.77 m³/worker/shift, and was ranked as low, even for small Brazilian sawmills, due to not classified logs, layout inadequacies, machinery bad conservation and low automation level. The average productive work was 69.6% and did not achieve the minimum rank of 75% suggested by the literature, because of the referred problems, and other ones. In general, for such sawmill the operational situation was considered poor, but it has potential to be improved.Keywords: Log breakdown; lumber yield; operational efficiency; productive work.
doi:10.5380/rf.v45i3.34441 fatcat:wt3psfguzbfjhnayusrxvuetfa