Lisina digestível e zinco quelato para frango de corte macho na fase dos 22 aos 42 dias de idade [thesis]

Estela Kobashigawa
de Pós-Graduação em Nutrição Animal. Ao diretor do Instituto de Zootecnia, através do Doutor Guilherme Aleoni, responsável pelo Laboratório de Carnes, as funcionárias de apoio Dona Olinda e Dona Antônia pela consecução de parte deste trabalho. Às empresas Ajinomoto Biolatina Indústria e Comércio Ltda. e Tortuga Companhia Zootécnica Agrária pelo fornecimento dos aminoácidos e suplementos utilizados nas dietas experimentais. Ao Prof. Dr. Felix (in memorian), um dos responsáveis por meu ingresso
more » ... por meu ingresso no Programa de Pós-Graduação de Nutrição Animal. Não sei como lhe agradecer por ter acreditado em mim! Ao Prof. Dr. Messias Alves da Trindade Neto, por me aceitar como orientada após o falecimento do professor Felix. Por me ajudar a encontrar luz quando estive perdida no meio dos meus resultados. Meu muitíssimo obrigada! Aos professores Ricardo, Augusto e Maria de Fátima pela inestimável amizade, que com certeza levarei por toda minha vida, pelas pessoas maravilhosas que são e por fazerem deste, um mundo melhor! Ao professor Paulo Henrique Mazza Rodrigues pelo oferecimento da disciplina SAS (VNP 5723-3) que sem ela não poderia ter analisado meus dados. Pela dedicação dada ao Programa, agradeço aos professores Marcos Veiga dos Santos, Alexandre Gobesso e Francisco Rennó que tanto contribuem pelo crescimento do Departamento de Nutrição Animal, departamento este que amo de paixão! Minha sincera admiração. Ao professor Fagundes, espero que se recupere logo... Ao professor Lúcio Francelino Araújo, grande profissional, que tive oportunidade de conhecer durante o cotidiano no aviário! Aos amigos Francine, Paulinha, Luiz Felipe, Raquel Helena (Bete), Fernanda Altieri (Xeila), Rafael, Claudinha Fernandes, Vivianne (Fonfon) que me serviram de alicerce nos momentos difíceis. Anjos maravilhosos que Deus pôs em meu caminho! Um agradecimento especial a Daniel Gonçalves Bruno ; ) Aos funcionários China, Edinho, Cristiane, Alessandra, Zequinha, Ari, Simi e Gilson, da Fábrica de Ração (Edil, Cláudio, Israel, Itaci e Zezinho) e do Abatedouro Escola (Élcio, Beloni, Maurício Pagotto, Maurício Charlac, Mário, Dorival e Benedito) que tornaram possível a realização desta dissertação. Meu agradecimento especial! Aos funcionários Lucinéia, (Chileno), Simone amigos e companheiros especiais. Aos colegas que tive oportunidade de conhecer através deste programa: Laura, Poliana, Cristiane, Aline Rosseto, Ubatuba, Abrãao, Edson, Ricardo Lobo, Marcos Pinesi, Sabrina e Aline. Ao aluno de graduação Maurício Voss Rodrigues que auxiliou na realização da parte experimental e alunos da 69ª, 70ª e 71ª turmas À Júlia Thomaz pela correção gramatical, tradução para o inglês e pela amizade que criamos durante as aulas de Francês. A Júlio César Papesso, que mesmo distante, sei que torce por mim. A Deus que sempre me ajudou em todos os momentos e que sempre coloca pessoas maravilhosas e de bom coração em minha vida. RESUMO KOBASHIGAWA, E. Lisina digestível e zinco quelato para frango de corte macho na fase dos 22 aos 42 dias de idade. [Digestible lysine and zinc chelate for male broilers from 22 to 42 days of age]. 2006. 61 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) -. Foram realizados dois ensaios experimentais a fim de avaliar diferentes níveis de lisina digestível e zinco quelato para frango de corte macho, da linhagem Ross na fase dos 22 aos 42 dias de idade. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial 5 x 2, cinco níveis de lisina e dois níveis de zinco 43 e 243ppm. As dietas foram formuladas para conter 3.150 kcal de EM/kg e 19% de PB. No ensaio I, os níveis de lisina digestível foram 0,841, 0,874, 0,995, 1,019 e 1,028%, aplicados a três unidades experimentais. A unidade experimental correspondeu a 1 boxe com 30 frangos com peso médio inicial de 957,38g. Avaliaram-se características de desempenho, rendimento de cortes e composição corporal. No ensaio II, os níveis de lisina digestível foram 0,779, 0,825, 0,961, 1,066 e 1,222%, aplicados a seis repetições .A unidade experimental correspondeu a uma gaiola com três animais com peso médio inicial de 866,22g. Determinou-se, nesse estudo, o balanço de nitrogênio e a digestibilidade das dietas. Constatou-se interação do nível de lisina e zinco nas variáveis: peso final, ganho de peso, conversão alimentar, matéria seca ingerida, nitrogênio ingerido, energia bruta ingerida, energia bruta excretada e balanço energético. Porcentagem de peito e porcentagem de coxa e sobrecoxa foram crescentes pelo aumento na concentração de lisina digestível na dieta, seguindo equação linear. O melhor nível de lisina, de acordo com o desempenho, foi de 1,06% de lisina total ou 0,93% de lisina digestível para dietas com 43ppm de zinco. Para dietas com 253ppm, a exigência de lisina digestível foi igual ou maior que 1,028%. Palavras-chave: Balanço de nitrogênio. Composição corporal. Deposição lipídeo e proteína. Desempenho. Rendimento. ABSTRACT KOBASHIGAWA, E. Digestible lysine and zinc chelate for male broilers from 22 to 42 days of age. [Lisina digestível e zinco quelato para frango de corte macho na fase dos 22 aos 42 dias de idade]. 2006. 61 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) -In order to evaluate the different levels of digestible lysine and zinc chelate effect on Ross male broiler chicken from 22 to 42 days of age, two trials were carried out. The experimental design was completely randomized with a 5x2 arrangement, with treatments consisting of five levels of lysine and two levels of zinc chelate (43 and 243ppm). All diets contained 3,150 kcal of ME/kg and 19% of crude protein. In trial I, a 30 poultry pen was considered one experimental unit and three pens received the following lysine levels: 0.841, 0.874, 0.995, 1.019 and 1.028%. Average weight at pen was 957.38g. For this trial, parameters evaluated were: performance traits, cut yield and body composition. In trial II, each three birds cage, weighting 866.22g in average, was considered one experimental unit. Birds were fed in repetition another five lysine levels: 0.779, 0.825, 0.961, 1.066 and 1.222%. In this latter trial, data on nitrogen-balance and diets digestibility were determined. Interaction between lysine and zinc chelate was observed for weight at day 42, weight gain, feed:ration gain, dry matter intake, nitrogen intake, crude energy intake, crude energy excreted and energy balance. There was an increasing in breast, thigh and drumstick percentage concomitant with the increase of lysine levels on diet, following a linear equation. The most effective lysine level, accordingly to performance traits, was 1.06% of total lysine, or 0.93% of digestive lysine, when the zinc chelate level was 43ppm. A 253ppm diets required lysine levels of 1.028% or greater.
doi:10.11606/d.10.2006.tde-21032007-101823 fatcat:mdtwwl2mwzc2nkzeg6jsmwcvly