Inglês como meio de instrução na pós-graduação stricto sensu no Brasil: análise dos documentos de áreas

Telma Nunes Gimenez, Henrique Rodrigues De Oliveira, Leonardo Amaral Carneiro
2021 Entretextos  
O crescimento do inglês como meio de instrução como parte de estratégias de internacionalização do ensino superior no Brasil tem sido verificado por meio de levantamentos recentes (GIMENEZ et al., 2018). Dentre as motivações para sua adoção nos programas de pós-graduação (PPGs), verifica-se o papel dos parâmetros de qualidade estabelecidos pelo sistema de avaliação da CAPES. Neste estudo, foi realizada análise de conteúdo dos documentos de áreas do conhecimento no quesito "Perspectivas do
more » ... so de internacionalização dos PPGs". Os resultados indicaram variados graus de explicitude do quesito "aulas em inglês" nas diferentes áreas do conhecimento, com predominância no Colégio de Ciências da Vida (Ciências Agrárias, Ciências Biológicas e Ciências da Saúde). Especula-se que isso se deve ao fato de essas áreas apresentarem maior poder de generalização de resultados de pesquisas e de colaboração internacional e nas quais o inglês assume papel de lingua franca da ciência com hegemonia sobre demais línguas estrangeiras.
doi:10.5433/1519-5392.2021v21n2p05 fatcat:bzikuqnryvb6bll3ffbvls2mfu