Análise da demanda ambulatorial de fotodermatoses pré-malignas e malignas em uma universidade do sul catarinense

Débora Campos Pulido, Christine Horner, Fábio Almeida Morais, Luiz Felipe de Oliveira Blanco
2019 Saúde (Santa Maria)  
Objetivo: Conhecer a frequência das principais lesões de pele pré-cancerosas e malignas, em pacientes que recebem atendimento de dermatologia no Ambulatório das Clínicas Integradas de uma universidade do sul catarinense. Metodologia: Foi realizado um estudo observacional, descritivo, retrospectivo, com coleta de dados secundários e abordagem quantitativa. Foram analisados 80 prontuários de pacientes de ambos os sexos atendidos entre 2017 e 2018. Resultados: Foi encontrada uma frequência de
more » ... (n=50) das doenças malignas e pré-malignas de pele no sexo feminino, sendo que a idade média do início das lesões foi de 62,80±10,11 anos. A maioria dos pacientes pesquisados eram aposentados 38,4% (n=28), do lar 13,7% (n=10) e autônomos 11% (n=8), de forma que 100% (n=59) pertenciam a raça branca. Quanto a hipótese diagnóstica, a ceratose actínica correspondeu a 59,41% (n=60), seguida pelo carcinoma basocelular com 26,73% (n=27), carcinoma espinocelular com 7,92% (n=8) e melanoma com 5,94% (n=6), sendo que a localização preferencial das lesões foi na face 52,21% (n=59), com os membros representando 29,20% (n=33) e o tronco 18,58% (n=21). O tratamento iniciado foi na maior parte das vezes a exérese, em 47,4% (n=37) dos indivíduos, seguida pela medicação tópica com 39,7% (n=31) e ambos ocorreram em 12,8% (n=10). Conclusão: O perfil prevalente encontrado no ambulatório de dermatologia analisado foi de pacientes do sexo feminino (62,5%), com uma idade média de início dos sintomas de 62,8 ± 10,11 anos, sendo 100% pertencentes à raça branca. A classe de hipótese diagnóstica mais encontrada foi a de ceratose actínica (59,41%), e dentre as neoplasias malignas o carcinoma basocelular se destacou, com 26,73% dos casos, sendo que 52,21% das lesões foram encontradas em face, e em 47,4% a exérese foi o tratamento de eleição destas patologias.
doi:10.5902/2236583440555 fatcat:qvrgh5wewngvnav2mfchvllgji