Três razões para obedecer, segundo Thomas Hobbes

Felipe Moralles e Moraes
2019 Cadernos de ética e filosofia política  
Este artigo apresenta três interpretações conflitantes sobre o modo de justificação do dever de obediência no Leviatã de Thomas Hobbes. Estas interpretações resultam em diferentes compreensões acerca dos conceitos hobbesianos de conhecimento, estado de natureza e lei de natureza. A intenção do artigo é mostrar as deficiências das assim chamadas interpretações científica e moral, a fim de defender a interpretação de uma justificação crítica e recursiva do dever de obediência.
doi:10.11606/issn.1517-0128.v2i35p06-21 fatcat:dr3pdm32yratlb5f227raudhim