Cefaleia do tipo tensional: revisão de literatura

Marina Coimbra da Cruz, Lucas Coimbra da Cruz, Marlene Cabral Coimbra da Cruz, Renan Paes de Camargo
2017 ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION  
Introdução: Cefaleia é uma dor de acometimento cefálico, sendo o sintoma neurológico mais comum e queixa médica muito frequente. Pode ser primária, quando é a patologia em si, ou secundária, quando representa um sintoma de outra patologia estrutural. Objetivo: Apresentar uma síntese das informações mais relevantes sobre a cefaleia tensional. Material e Método: Foi realizada uma revisão em livros e bases de dados eletrônicos, tendo como critério de inclusão artigos tidos como de grande
more » ... , publicados em português, inglês ou espanhol. Resultados: Destaca-se entre as primárias, a cefaleia tipo tensional, caracterizada por sensações dolorosas de caráter compressivo, leves ou moderadas, nas regiões frontal, parietal, temporal e/ou occipital, bilateralmente. É subclassificada de acordo com sua duração em episódica pouco frequente, episódica frequente e crônica. Sua fisiopatologia é complexa e envolve mecanismos periféricos e centrais de gênese da dor, devendo ser diferenciada de outros tipos de cefaleia. Exibe diversos fatores desencadeantes, em especial os de ordem psicológica, que na maioria dos casos podem ser evitados como forma de prevenção. Sua terapêutica pode ser farmacológica ou não, agindo de forma abortiva e/ou profilática. Conclusão: A cefaleia tensional, embora muito prevalente, é subdiagnosticada, geralmente pela falta de conhecimento de médicos generalistas, fato que pode resultar em adoção de planos terapêuticos indevidos e, consequentemente, culminar em prejuízo na qualidade de vida dos doentes. Este distúrbio é passível de prevenção, com mudanças de hábitos a fim de se minimizar ou extinguir fatores desencadeantes.Descritores: Cefaleia; Cefaleia do Tipo Tensional; Manifestações Neurológicas.
doi:10.21270/archi.v6i2.1778 fatcat:lw5luhbnyvfqnfugypdbv2xxz4