INFÂNCIA NOS CAMINHOS DA PSICOLOGIA: REPRESENTAÇÕES DE INFÂNCIA PSICOLOGIZADA NA REVISTA PAIS & FILHOS (1968-1989)

Liana Pereira Borba dos Santos
2020 CAMINHOS DA EDUCAÇÃO: diálogos, culturas e diversidades  
Este estudo, de caráter histórico e documental, visa compreender de que forma a revista mensal Pais & Filhos contribuiu para a produção e a divulgação de representações de uma dimensão de infância psicologizada na sociedade brasileira no período de 1968 a 1989, segundo perspectiva que tinha na Psicologia do Desenvolvimento e na Psicanálise suas bases científicas por excelência. O estudo das representações remete às práticas socioculturais que possibilitam, circunscrevem e determinam
more » ... erminam experiências de infância em um contexto histórico (CHARTIER, 2002; KUHLMANN JR.; FERNANDES, 2004). Em Pais & Filhos, constatou-se a presença da Psicologia do Desenvolvimento como discurso canônico sobre a infância, por meio de matérias, seções fixas e testes que apresentavam o processo de crescimento da criança em bases cronológicas. O tema da sexualidade infantil também se destacou pela divulgação de modos de "fazer falar o sexo" (FOUCAULT, 2009), exemplificado pela frequência do discurso especializado que visava explicar o desenvolvimento afetivo e sexual das crianças tendo os estudos de Freud, Klein e Winnicott como referências predominantes. Pais & Filhos atuou como espaço pedagógico de formação dos pais-leitores, servindo de guia aparentemente confiável e especializado para a explicação dos comportamentos infantis. Espera-se, assim, que este estudo contribua para o campo de produção científica que tem as representações relativas à infância e à sua educação como foco, assim como para o campo de estudos da História da Educação que tem a imprensa periódica de ampla circulação como fonte privilegiada de pesquisa.
doi:10.26694/caedu.v2i1.9871 fatcat:ygjnmztruva63lyj7l3mjm4pde