O EMPODERAMENTO PELA LINGUAGEM NO PROFISSÃO CATADOR: UMA REALIDADE POSSÍVEL

Bruna Feder, Reimann, Fiuza, Graciela, Linck, Ieda Donati, Monteiro, Valéria De Jesus, Schons, Fabíola Kaspary
unpublished
RESUMO Agregar indivíduos de um determinado grupo a um ambiente, o qual, não sendo o ambiente escolar tradicional, para aprender de forma condizente e adaptativa na realidade vivenciada pelos profissionais catadores. Esse deve ser apontado como um dos objetivos do Projeto "Educação Formal às Famílias do Projeto Profissão Catador: Organizando Saberes para a Formação Cidadã", aqui relatado. A iniciativa surgiu a partir do Projeto Profissão Catador desenvolvido pela Universidade de Cruz Alta,
more » ... de Cruz Alta, inicialmente, na Associação do Bairro Jardim Primavera, com a proposta de implantação, gradativa, nas demais associações atendidas pela UNICRUZ. Palavras-chave: Inclusão. Autonomia. Educação. Linguagem. INTRODUÇÃO O projeto "Educação Formal às Famílias do Projeto Profissão Catador: Organizando Saberes para a Formação Cidadã", surge, uma vez que, tendo um caminho já percorrido juntamente aos participantes do Projeto Profissão Catador, constatou-se a baixa escolarização dos catadores e, ainda, uma percepção negativa deles próprios, acarretando-os a apresentar baixa autoestima. Além disso, verificou-se a vontade e interesse dos mesmos em aprimorar o uso argumentativo da linguagem, percebendo-a como forma de poder. Sim, pois a língua nunca é neutra, mas sempre forjada no contexto do mundo social, embalada por relações de poder, das quais constitui representação e simbolização, ainda que o falante só possua
fatcat:z2rao6g5bvbelkz6jmn7gbp3ni