Avaliação antropométrica de crianças em creches do município de Bezerros, PE

Cláudia Porto S. Pinho, Jeymison Emanoel M. da Silva, Ana Carla G. Silva, Nayara Nagry A. de Araújo, Carolina Estevam Fernandes, Fernanda Cristina de L. Pinto
2010 Revista Paulista de Pediatria  
OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de crianças matriculadas em creches da rede pública de ensino do município de Bezerros, Pernambuco. MÉTODOS: Estudo transversal que analisou os indicadores antropométricos de 735 crianças com idade entre um e sete anos (70% das matrículas do ano letivo de 2008 no município). Para classificação do estado nutricional, foram utilizados os índices estatura/idade (E/I) e peso/estatura (P/E), expressos em valores de escore Z com base na curva do CDC (2000). O
more » ... do CDC (2000). O software utilizado para análise dos dados foi o Epi-Info, versão 6,04. RESULTADOS: Das crianças estudadas, 53,7% eram do sexo masculino e 72,7% provenientes de creches situadas em área urbana. A avaliação nutricional apontou uma prevalência de déficit nutricional de 6,8 e 0,7% segundo os índices E/I e P/E, respectivamente. A prevalência de obesidade segundo o P/E foi de 6,1%. Houve maior prevalência de baixa estatura entre as crianças do sexo feminino e risco para baixa estatura para o sexo masculino. Não foram observadas diferenças no estado nutricional das crianças de creches de área urbana e rural. Das crianças com déficit de E/I, 10% apresentaram obesidade associada. Calculando-se a razão entre a prevalência de obesidade e déficit de P/I, verificou-se razão de 1,7:1, sendo 1,3:1 e 5:1 para as crianças do meio urbano e rural, respectivamente. CONCLUSÕES: A baixa estatura e a obesidade foram os distúrbios nutricionais mais prevalentes na população de estudo, com maior expressividade do processo de transição nutricional nas crianças de área rural.
doi:10.1590/s0103-05822010000300010 fatcat:lu6skqxdrffitaynghqfholu5m