Love in the Time of Demons: Thirteenth-Century Approaches to the Capacity for Love in Fallen Angels O amor em tempos demoníacos: diferentes abordagens no século XIII para a capacidade de amar dos anjos caídos

Juanita Ruys
unpublished
Resumo: Os demônios da Idade Média foram conhecidos, principalmente como criaturas que podiam sentir somente inveja, raiva e alegria maliciosa. Mas ainda havia uma tendência no pensamento escolástico e nos contos monásticos que também entendiam demônios como criaturas uma vez capazes-e talvez, somente uma vez-, de amor. Este artigo analisa a capacidade de amor e amizade atribuída a demônios no século XIII. Ele mostra como o amor pode ser visto como a emoção motivadora em sua queda original do
more » ... queda original do Céu, e explora o papel do amor posteriormente pensado para ter jogado tanto em suas relações uns com os outros e as suas relações amorosa e sexual com os humanos. Abstract: Demons in the Middle Ages were primarily known as creatures that could feel only envy, anger, and malicious glee. But there remained an undercurrent in both scholastic thought and monastic tales that also understood demons as creatures once capable−and perhaps still so−of love. This paper examines the capacity for love and friendship attributed to demons in the thirteenth century. It shows how love could be seen as the motivating emotion in their original fall from Heaven, and explores the role love is subsequently thought to have played in both their relationships with each other and their amatory and sexual relationships with humans. Palavras-chave: Demônios − Amor natural − Livre-arbítrio − Amizade − Lascívia.
fatcat:l37gq5puffbgbecso6tdwt6uvy