Testes sorológicos anti-NDO-HSA, anti-LID-1 e anti- NDO-LID em contatos domiciliares de área não endêmica de hanseníase

Sarah Lamas Vidal, Ana Márcia Menezes De Mattos, Laura Machado Menegati, Thayenne Barrozo Mota Monteiro, Cosme Rezende Laurindo, Ana Paula Mendes Carvalho, Henrique Couto Teixeira, Angélica da Conceição Oliveira Coelho
2019 HU Revista  
Introdução: Diversos fatores podem interferir no desenvolvimento da hanseníase, entre eles fatores genéticos, convívio com o caso de hanseníase e classificação operacional do caso. Testes sorológicos que avaliam a reatividade de anticorpos IgM e IgG frente a antígenos específicos para o Mycobacterium leprae (M. leprae) podem atuar como auxiliaresna vigilância dos contatos e/ou população de risco. Objetivo: Analisar o comportamento dos testes sorológicos anti-PGL-1 sintético (NDO-HSA),
more » ... NDO-HSA), anti-LID-1 e anti-NDO-LID em área não endêmica de hanseníase e sua relação com características do caso de hanseníase. Material e métodos: Trata-se de um estudo transversal, do tipo analítico, realizado com 35 contatos domiciliares (CD) dos casos de hanseníase. A coleta de dados ocorreu no período de agosto/2016 a fevereiro/2017 por meio de visitas domiciliares. A reatividade de anticorpos IgM e IgG frente aos antígenos Natural disaccharide linked to human serum albumin via octyl (NDOHSA), Leprosy IDRI diagnostic 1 (LID-1) e Natural disaccharideoctyl - Leprosy IDRI Diagnostic 1(NDO-LID) foi avaliada por ensaio imunoenzimático (ELISA). Os dados foram exportados e analisados no software StatisticalPackage for the Social Sciences(SPSS) 24 for Windows. Resultados: Foi observada maior proporção de positividade aos testes em CD de casos multibacilares (MB),que residiam com o caso de hanseníase na época do diagnóstico e que tinham parentesco consanguíneo com o caso. Esses casos de hanseníase MB também apresentaram soropositividade frente aos antígenos testados. O valor do índice ELISA foi maior no grupo de CD de casos MB. Houve concordância moderada e significativa (K= 0,53; p< 0,0001) entre os testes anti-NDO-HSA e anti-NDO-LID, mas não foi detectada diferença entre os testes anti-NDO-HSA e anti-LID-1 (K= -0,05; p= 0,678). A correlação foi positiva entre os três antígenos, porém, entre LID-1 e NDO-HSA, não houve significância estatística (p<0,186). Conclusão: Os resultados sugerem que testes sorológicos em conjunto com as características avaliadas nos contatos domiciliares em área não endêmica de hanseníase,podem atuarcomo auxiliares na detecção de indivíduos infectados pelo M. leprae, contribuindo para vigilância dos contatos domiciliares.
doi:10.34019/1982-8047.2018.v44.25750 fatcat:yuhk7lmizjgnpibioo4mskyhdu