FIBRA DE PIAÇAVA: ADSORVENTE ALTERNATIVO NA REMOÇÃO DE AZUL DE METILENO E PRETO REATIVO 5 DE SOLUÇÕES AQUOSAS

B.S. MARQUES, G. L. DOTTO
2017 Blucher Chemical Engineering Proceedings   unpublished
RESUMO -O presente trabalho teve por propósito avaliar a fibra de piaçava como adsorvente alternativo na remoção dos corantes azul de metileno (AM) e preto reativo5 (PR5) de soluções aquosas. Foram realizados estudos em relação a equilíbrio e termodinâmica, considerando ajuste dos modelos de Freundlich, Langmuir, Redlich-Peterson e Sips aos dados experimentais. Todos os ensaios foram conduzidos com volume, velocidade de agitação e quantidade de adsorvente iguais a 50 mL, 220 rpm e 0,025 g,
more » ... rpm e 0,025 g, respectivamente, durante 240 minutos. Para os estudos envolvendo equilíbrio, soluções aquosas dos corantes foram preparadas em concentrações de 30 a 300 mg L -1 e ensaios foram conduzidos nas temperaturas de 25,35 e 45 ºC. Verificou-se que a capacidade de adsorção foi favorecida pelo aumento da temperatura, tanto em relação ao PR5, quanto ao AM, alcançando valores iguais a 223,9 mg g -1 e 427,2 mg g -1 , respectivamente. O modelo de Redlich-Peterson mostrou-se mais adequado para caracterizar as isotermas de equilíbrio de ambos os corantes. Já os estudos termodinâmicos mostraram que a adsorção foi espontânea, favorável e endotérmica. Os resultados obtidos indicaram potencial na remoção de corantes através da adsorção com fibra de piaçava. INTRODUÇÃO Chave na economia brasileira, o setor têxtil constitui-se como uma significativa fonte de geração de empregos. Não obstante, os efluentes têxteis gerados representam um fator de risco tanto à população humana quanto ao meio ambiente, tendo em vista o potencial mutagênico e carcinogênico de determinados compostos presentes nos efluentes produzidos. Dessa forma, órgãos regulamentadores vêm trabalhando no sentido de fomentar políticas que reduzam os impactos sociais e ambientais do setor têxtil, através de exigências legais que impliquem no tratamento adequado dos efluentes produzidos, previamente a seu descarte nos cursos d'água (Dotto et al., 2013) . Dentre as possibilidades disponíveis para remoção de corantes, a adsorção revelase uma opção interessante, devido ao baixo custo de operação aliado à eficiência na remoção de compostos indesejados. Dessa maneira, a busca por adsorventes abundantes e de baixo custo tornou-se contínua, a fim de reduzir ainda mais os custos do tratamento do efluente. Nesse sentido, uma alternativa seria a fibra de piaçava, resíduo proveniente de processos industriais voltados para a produção de vassouras, enchimento de assentos de carros, cordoaria e escovões (Avelar, 2008) .
doi:10.5151/chemeng-cobeqic2017-026 fatcat:bpzb5nfkwneqdod5fdz3le43uy