Correção cirúrgica para reversão de operação de Senning em caso de falência ventricular direita

Adib D Jatene, Fábio B Jatene, Marcelo B Jatene, N Ikari, Deipara M. A Machado
1991 Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery  
RBCCV 44205-132 JATENE, A. D. ; JATENE, F. B.; JATENE, M. B.; IKARI, N.; MACHADO, D. M. A. -Correção cirúrgica para reversão de operação de Senning em caso de falência ventricular direita. Rev. Bras. Cir. Cardiovasc. , 6(1) : 49-53, 1991 . RESUMO: Os autores apresentam uma nova proposta para tratar disfunção do ventrículo direito no pós-operatório tardio da transposição das grandes artérias associada a grande comunicação interventricular e que tenha sido tratada pela inversão em nível atrial.
more » ... em nível atrial. Apresentam o caso de um paciente com 12 anos de idade, que havia sido submetido a operação de Senning associada a fechamento de comunicação interventricular e alívio de estenose pulmonar há 8 anos. A operação de Senning foi desfeita, restabelecendo-se a concordância atrioventricular, o remendo que fechava a comunicação interventricular foi ressecado, conectando-se a aorta com o ventrículo esquerdo. A artéria pulmonar foi seccionada transversalmente, próximo ao plano valvar. O coto proximal foi suturado e o distal, conectado ao ventrículo direito através de tubo valvulado de pericárdio bovino. A evolução foi satisfatória, revertendo-se a situação do paciente do grupo funcional IV para grupo I/II. DESCRITORES: Senning, operação de, reversão; Senning, operação de, complicações tardias; falência ventricular, cirurgia. INTRODUÇÃO A disfunção ventricular direita é complicação que pode ocorrer nO pós-operatório tardio de pacientes com transposição das grandes artérias operados pelas técnicas de MUSTARD 5 ou de SENNING 8 . Recentemente, tivemos a oportunidade de desfazer uma operação de Senning e realizar a correção pela técnica de Rastelli (RASTELLI et a/ii 6). Esta situação representa um problema de difícil resolução, onde uma das opções terapêuticas é o transplante cardíaco. MEE 4, conseguiu desfazer a operação em nível atrial, restabelecendo as concordâncias atrioventriculares e realizar a correção em nível arterial. RELATO DO CASO D. J. M. , do sexo maséulino, procurou o Serviço em fevereiro de 1990, com 12 anos de idade e história pregressa de cianose e dispnéia progressiva desde o nascimento. Aos quatro anos de idade, com diagnóstico de transposição das grandes artérias, grande comunicação interventricular (CIV) e estenose pulmonar (EP), foi submetido a alívio da EP, fechamento da CIV, deixando a aorta no ventrículo direito, e inversão atrial pela
doi:10.1590/s0102-76381991000100009 fatcat:axedzcsnbjcxvfga2xglztowpy