INFLUÊNCIA DO PERÍODO DE SECAGEM E HORÁRIO DE COLHEITA NO TEOR DE ÓLEO ESSENCIAL DE Lippia alba (MILL.)

Toshik Iarley Da Silva, Tamires Coelho Matias Maciel, Marcelo Moura Chaves, Francisca Dayanne de Oliveira Alcantara, Hernandes Rufino Dos Santos, Cláudia Araújo Marco
2016 Cadernos de Cultura e Ciência  
A espécie Lippia alba é nativa da América do Sul, sendo uma das espécies medicinais mais utilizadas no Brasil.O objetivo deste experimento foi avaliar a influência do período de secagem e o horário de colheita das folhas e inflorescências da erva-cidreira brasileira [Lippia alba (Mill.) N. E. Br.], no rendimento de óleo essencial. Foram avaliados cinco horários de colheita: 07:00, 09:00, 11:00, 13:00 e 15:00 h. Também foram avaliados para quatro períodos de secagem: 0 (testemunha), 24, 48 e 72
more » ... unha), 24, 48 e 72 horas após a colheita. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizados com quatro repetições para cada tratamento. Os experimentos foram conduzidos no CCAB-UFCA/Crato, CE. O óleo essencial obtido através de hidrodestilação em aparelho tipo Clevenger. Os resultados foram submetidos à análise de variância (Teste F) e as médias comparadas pelo teste de Tukey. Não houve diferença estatística noteor de óleo essencial quando analisado o período de secagem. Quanto ao horário de colheita, o horário das 11:00 h foi o que apresentou maior teor de óleo essencial, diferindo estatisticamente dos demais. Palavras-chave: Óleos essenciais. Fatores abióticos. Rendimento de óleo.
doi:10.14295/cad.cult.cienc.v15i1.1029 fatcat:ktdrsljtmngtxhvukppcq4yvta