A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC) E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL: retrocessos, precarização do trabalho e desintelectualização docente

Maria da Conceição dos Santos Costa, Maria Celeste Gomes de Farias, Michele Borges de Souza
2019 movimento-revista de educação  
O objetivo deste artigo é analisar a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e suas implicações na política de formação de formação de professores no Brasil. Fundamenta-se na abordagem crítico-dialética, por considerar a realidade como totalidade concreta, superando a aparência dos fenômenos (KOSIK,1976). Consiste em uma pesquisa bibliográfica sobre a BNCC e o campo da formação de professores. Aponta como resultados que a BNCC se constitui como um amparo legal que o capital encontra para o seu
more » ... nço e materialidade na educação, que a padronização curricular aponta para os interesses do mercado, excluindo a diversidade e as minorias sociais; as competências têm como foco o mercado e o processo de flexibilização preconiza a individualização do trabalho docente, bem como o rebaixamento da formação dos trabalhadores da educação, assim como o avanço da relação público-privado expandindo a privatização da educação. Portanto, as resistências construídas devem convergir para a construção de um projeto de formação docente emancipador, crítico, criativo e dialógico, que fortaleça o direito do trabalho e formação com dignas condições de exercer a docência no Brasil.
doi:10.22409/mov.v0i10.535 fatcat:aio4zskwjffdzds33kductzgea