Método de Índice de Qualidade aplicado para o Pangasius bocourti (Sauvage, 1880) (Suriliformes; Pangasidae)

Diego Aurélio dos Santos Cunha, Alline Vieira Coelho, Lyssandra Kelly Silva Ferreira, Ana Paula Rego Sampaio, Joyce Caroline Campos Mendes Braga, Greiciene dos Santos de Jesus, Nancyleni Pinto Chaves Bezerra, Elaine Cristina Batista dos Santos, Audálio Rebelo Torres Junior
2020 Research, Society and Development  
No estudo foi aplicado o Método de Índice de Qualidade (MIQ) adaptado para o Pangasius bocourti inteiro armazenado em gelo durante 25 dias, foi avaliado o frescor e estimado seu tempo de vida de prateleira e consumo humano aceitável, utilizando 80 exemplares despescados em uma piscicultura localizada no município de Bom Jardim - MA. Foram aplicadas análises sensoriais de atributos de qualidade por cinco julgadores treinados, em 10 exemplares/dia. Os escores foram tabulados, estimando-se a média
more » ... stimando-se a média e os desvios padrões para cada um dos cinco julgadores, para cada atributo e subatributo obtido. As análises microbiológicas utilizaram oito exemplares consistindo na utilização do primeiro exemplar/dia em cada dia de análise sensorial. O Protocolo MIQ proporcionou de 0 - 33 pontos deméritos, com seis atributos e 15 subatributos de qualidade. Nas análises microbiológicas foi verificado que as amostras se encontravam dentro do padrão estabelecido pela legislação brasileira mesmo após os 25 dias de estocagem. Conclui-se que o Método do Índice da Qualidade do P. bocourti foi eficaz para avaliar o frescor e estimar a vida útil da espécie. O P. bocourti inteiro armazenado em gelo permaneceu com seus índices sensoriais aptos para o consumo humano avaliadas pelo MIQ por até 12 dias.
doi:10.33448/rsd-v9i10.9032 fatcat:rwp52avj5vch5cr5tpcy3u3b2u