Patologização e medicalização na escola: a subjetividade social em análise

Telma Silva Santana Lopes Lopes, Maristela Rossato
2019 II Simpósio Nacional de Epistemologia Qualitativa e Subjetividade   unpublished
Resumo Busca-se neste momento, ampliar a compreensão sobre a subjetividade social da escola, no que se refere aos processos de patologização e medicalização, entendidos, muitas vezes, como solução para problemas relacionados a dificuldades de aprendizagem escolar. Mesmo considerando que a escola pode refletir questões da sociedade, e que, esta vive um momento de
doi:10.17648/sneqs-2019-110415 fatcat:e2phj3g4wbhbzbj3cm6vrycj3u