Os efeitos da ação antrópica sobre a distribuição de macroinvertebrados no Rio Guareí, São Paulo

João Ânderson FULAN, Raoul HENRY, Rosemary DAVANSO
2012 Estudos de Biologia  
Resumo Estudou-se, neste trabalho, no período de março a dezembro de 2006, os efeitos da ação antrópica sobre os macroinvertebrados que habitam macrófitas no Rio Guareí, em São Paulo. Questionou-se se a elevada condutividade observada no Rio Guareí poderia afetar negativamente a distribuição dos macroinvertebrados, bem como, quais seriam as variáveis que mais atuam sobre os macroinvertebrados em um rio com forte influxo de nutrientes. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos das
more » ... efeitos das variáveis ambientais sobre a densidade e a composição dos macroinvertebrados. Três bancos de plantas foram amostrados com um puçá de 0,07 m 2 de área, acoplado a uma rede de 0,25 mm. Foram medidos as temperaturas do ar e da água, a profundidade, o pH, a condutividade elétrica, o material em suspensão, o oxigênio dissolvido e a biomassa da planta. Uma análise de correspondência canônica (ACC) foi realizada, utilizando-se a densidade dos macroinvertebrados e as variáveis ambientais. Chironomidae, Culicidae, Acanthagrion, Coryphaeschna, Erythrodiplax, Miathyria marcella, Micrathyria, Gastropoda, Ostracoda e Hemiptera foram os únicos táxons que mostraram correlações significativas com os eixos. Com base nos resultados observados, concluiu-se que a elevada condutividade registrada no Rio Guareí, em função da grande quantidade de matéria orgânica lançada durante o seu curso, não afetou significativamente a distribuição dos macroinvertebrados durante o período estudado. No entanto, a ACC detectou que o oxigênio foi o fator ambiental mais significativo para a variância da densidade dos macroinvertebrados, especialmente larvas de Odonata. Abstract In this study, it was examined, during the period from March to December 2006, the effects of human disturbance on the macroinvertebrates that live near macrophytes in Guareí River, São Paulo State -Brazil. It was questioned if the high conductivity recorded in Guareí River affected the distribution of the macroinvertebrates and what were the most important variables that affect macroinvertebrates in a river with a strong nutrient concentration. The objective of this study was to investigate the effects of environmental variables on densities and composition of the macroinvertebrates. Three stands of aquatic plants were sampled with with 0.25 mm mesh net on a 0.07 m2 square metal frame. Air and water temperature, depth, pH, electrical conductivity, suspended solids, dissolved oxygen and macrophyte biomass were measured. A canonical correspondence analysis (CCA) was performed using the density of the macroinvertebrates and environmental variables. Chironomidae, Culicidae, Acanthagrion, Coryphaeschna, Erythrodiplax, Miathyria marcella, Micrathyria, Gastropoda, Ostracoda and Hemiptera were the only taxa that showed significant correlation with the axes. From the results, we can conclude that the high conductivity recorded in Guareí River due to the high amount of organic matter released during its course did not significantly affected the distribution of the macroinvertebrates during the studied period. However, the ACC recorded that oxygen was the most significant environmental factor for the density variance of the macroinvertebrates, especially larval Odonata. [K]
doi:10.7213/estud.biol.6123 fatcat:wwgkke6itvhndfruxxm3a3kpka