EPISTEMOLOGIAS E ENSINO DA HISTÓRIA

Coord Cláudia, Pinto Ribeiro, Helena Vieira, Isabel Luís, Alberto Marques, Alves Maria, Helena Pinto, Marília Gago
unpublished
RESUMO: Esta comunicação visa apresentar um estudo que foi desenvolvido em contexto de intervenção pedagógica supervisionada no âmbito do mestrado profissionalizante em Ensino do 1.º e 2.º Ciclo do Ensino Básico (Universidade do Minho), implementado numa turma de 25 alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico do 5.ºano de escolaridade. A investigação debruçou-se sobre o estudo do património histórico de Braga, procurando averiguar em que medida a exploração sistemática e fundamentada do património
more » ... a do património local poderá constituir uma estratégia pedagógica para a construção do conhecimento histórico no ensino básico. Neste sentido, formularam-se as seguintes questões de investigação: "Quais as potencialidades do estudo do património histórico como estratégia pedagógica para a construção do conhecimento histórico?", "Que conhecimentos os alunos constroem a partir do estudo do património histórico local?" e "Que fontes os alunos consideram mais relevantes e valorizam no estudo da História Local?". Esta estratégia foi desenvolvida e implementada segundo uma abordagem construtivista, operacionalizada no modelo de aula oficina (Barca, 2004). Em contexto de visita de estudo, os alunos exploraram algumas fontes patrimoniais existentes na cidade, nomeadamente, na Sé de Braga a pia batismal, a abóbada de cruzaria e a cruz da primeira missa no Brasil celebrada aquando da chegada de Pedro Álvares Cabral e ainda um monumento classificado como património nacional, a Casa dos Coimbrãs, relacionado com a temática em estudo. Neste sentido, foram previamente construídos vários instrumentos de recolha de dados (fichas de trabalho e Abrir Sumário 240 guião visita), suportes materiais áudios com informações pertinentes acerca dos vários locais a visitar e jogos didático-pedagógicos com vista à sistematização e consolidação dos conhecimentos dos alunos numa fase final do estudo A partir da recolha, análise indutiva dos dados e a sua categorização, tendo por base a Ground Theory conclui-se que os alunos foram capazes de interpretar fontes patrimoniais diversas, realizar inferências e deduções no contacto direto com as fontes patrimoniais, mobilizar conhecimentos prévios e conhecimento histórico construído. Revelaram níveis de significância histórica bastante sofisticados, atribuindo significância ao património local, nos níveis objetivista básica e objetivista sofisticada, procedendo a argumentações e generalizações.
fatcat:3uo3hicihzfbhkykqbikxdkv4m