Burn out e estilos de coping em enfermeiros que assistem pacientes oncológicos [thesis]

Andrea Bezerra Rodrigues
O ser humano é capaz de adaptar-se ao meio ambiente desfavorável, mas esta adaptação não ocorre impunemente . (L evi, 1971) Dedicatória Dedico esse trabalho aos meus pais, Manoel Albuquerque Rodrigues e Tania Maria Bezerra Rodrigues, ao meu irmão Daniel Bezerra Rodrigues e à minha avó Dalila Lopes Bezerra, pelo amor e incentivo e por representarem a segurança em todos os momentos da minha vida. Agradecimentos À todas as pessoas que contribuíram, direta ou indiretamente, para a realização dessa
more » ... a realização dessa pesquisa meus sinceros agradecimentos. Em especial À minha querida orientadora, Profª. Drª. Eliane Correa Chaves, que no decorrer do Mestrado ensinou-me os caminhos da pesquisa e do pensamento crítico. Agora, no Doutorado, demonstrou carinho, incentivo, interesse e propiciou valiosos ensinamentos tanto profissionais quanto de vida; Aos meus pais, por serem meus pais. Ao meu esposo José Humberto Sandoval, por compreender os meus momentos de ausência. À Profª. Drª. Olga Guilhermina Dias Farah, por ter aceito carinhosamente cooperar com esse estudo, apesar da escassa disponibilidade de tempo. Às amigas Maria Jacinta Gomes Braga, Solange Sphangero Mascarenhas Chagas e Patrícia Peres de Oliveira, pelas palavras amigas nas horas difíceis. À Professora Denise Lorencetti, pois, sem sua compreensão, teria sido inviável a coleta de dados da pesquisa. A todos os colegas e amigos da Faculdade de Enfermagem do Hospital Israelita Albert Einstein pelo estímulo. Aos Comitês de Ética dos hospitais onde a pesquisa foi realizada por ter tornado viável a coleta de dados da pesquisa e pelos elogios dispensados ao projeto de pesquisa. À Gerência de Enfermagem dos hospitais do estudo pela confiança e apoio no momento da coleta de dados da pesquisa. À Profª. Maria do Rosário Oliveira Latorre, que com paciência e competência, fez a análise estatística. À Helena Tieko e I eda Regina Stavarengo, responsáveis pelo serviço da Secretaria de Pós-Graduação da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, pela cordialidade e atenção dispensadas. À bibliotecária Denise Moura pela paciência e disponibilidade e pela revisão das referências bibliográficas. Ao amigo Daniel Campanhã sem o qual teria sido inviável a coleta de dados dessa pesquisa. A todos os enfermeiros participantes desse estudo que, de forma ímpar, contribuíram não só para a realização da pesquisa, mas, fundamentalmente, pela valiosa contribuição para a Enfermagem.
doi:10.11606/t.7.2007.tde-22032007-091733 fatcat:ye5d2355fnaolfj5vtxi4zr6aa