Lettres Françaises 91 A Vênus de Ille, de ProsPer MeriMée: uM eleMento exótico na criação da narrativa fantástica

Maria Do Carmo, Faustino Borges
unpublished
RESUMO: O conto A Vênus de Ille, de Prosper Mérimée, é o objeto de estudo para uma abordagem de elementos da Literatura Fantástica. Fazemos uma leitura do supranatural que centraliza a narrativa e o desenvolvimento da temática: uma estátua de Vênus, personagem da cultura greco-romana inserida no cotidiano dos cidadãos de Ille, no século XIX, criando o mistério na relação dialógica entre o mundo real e a realidade daquilo que pensamos. Deste modo, acontecem eventos insólitos, permeados pela
more » ... permeados pela estranheza, pela dúvida, pela ambiguidade, o que possibilita ao leitor o questionamento sobre valores sociais estabelecidos. Trazemos excertos do conto e reflexões de teóricos como Tzevetan Todorov, Irène Bessière, Antoine Faivre, Louis Vax, Jean Molino, com o objetivo de observar a construção do fantástico a partir da estátua animada e o mundo real, na articulação de motivos para alcançar um assunto central, o casamento. Concluímos que o gênero fantástico não se compromete com respostas ou explicações para os acontecimentos. Trata-se de um jogo de palavras criado no universo ficcional, portanto desvinculado da razão, mas dentro do mundo real, com a finalidade de denunciar irregularidades do capitalismo. PALAVRAS-CHAVE: Fantástico. Sociedade. Real. Irreal. Ambiguidade. Uma questão imprescindível para se entender as noções fundamentais dos pressupostos da Literatura Fantástica na atualidade, principalmente depois de E. T. A. Hoffmann (1776-1822), é pensar que as transformações políticas e socioculturais mudaram o mundo e, consequentemente, a concepção do homem sobre o universo que o cerca.
fatcat:yb3z4iu6qnao7cl2f4uzrwuv6a